quarta-feira, agosto 24, 2011

Low expectations???!!!

A minha amiga Bisturi referiu hoje, numa conversa casual, que gostava de baixar as expectativas da vida para ser mais feliz.
Uma opinião, somente, caso ontem à noite, num livro, não me tivesse encontrado exactamente com a mesma questão e não tivesse ficado a pensar nela.

Em verdade, aquilo que nos desilude, mais do que a vida ou os outros, é o "peso" das expectativas que colocamos e, cima das coisas. Nisso acredito absolutamente... porém, não consigo pacificar-me com esta opinião. Pode ser somente uma questão de gramática. Mas para mim, tentar não ter expectativas ou baixá-las tem um peso muito diferente. Não ter expectativas - dentro do que nos é possível - significa acreditar que a vida nos dará aquilo que precisamos e que posso seguir o curso dos acontecimentos sem achar que estou a ser "traída" pelas ilusões que coloquei...
Te expectativas baixas, para mim, entra já no âmbito do pessimismo... e isso é igual a ter grandes expectativas, não? É uma espécie de "não vou ter animal de estimação, porque um dia ele vai morrer e eu sofro..."

Não sei... pode ser má interpretação minha. Ou meramente má vontade. Mas não me vejo a ter "baixas expectativas" da vida. Not today... ;)

6 comentários:

Laranja disse...

Querida Lita,
Há quanto tempo ;)
Não me digas que também andas a ler o "Fartos de tudo aos 30 e tal"?! Ando a ler esse livro e foi aí que me deparei pela primeira vez com o ter "baixas expectativas de vida". Entendi essa expressão como o que esperamos da vida seja acima da média. Fazemos demasiados planos que acabam, muitas vezes, por saírem furados e, com isso, vem a desilusão. Se não fizermos tantos planos nem esperarmos demasiado da vida, não nos vamos desiludir tanto.
Resta, se o quisermos, conseguir fazê-lo...

Beijinhos :)

Lita disse...

Alô!!!!

Não... na verdade, estava a ler o "comprometida", uma espécie de sequência do "Comer, Orar e Amar", que é mais um estudo de investigação sobre o Casamento ao longo dos tempos, floreado de uma semi-biografia.
Não acho mal fazer planos... acho é que é importante a consciência de que temos de deixar um espaço para os planos que a vida tem para nós! ;)
Beijos grandes.

ianita disse...

Not today. Not ever.

O Fernando Pessoa diz que a ceifeira é feliz porque é assim... como o gatinho... ambos servos das leis fatais, que sentem só o que sentem. Mas dum sentir feito de sensações e não de sentimentos. A diferença? Uma sensação é imediata, espontânea,instintiva. Sentimento implica pensamento. Implica memória. Implica organização das sensações. Para ele, tanto a ceifeira como o gato vivem a vida do quotidiano sem questionar e sem pôr em causa o que têm. Quem se deixa levar pelos pensamentos, pelos sentimentos e pelas expectativas e sonhos são os loucos... os mesmos loucos que escreveram a História. Para alcançar é preciso tentar. Para a obra nascer, o homem tem de sonhar. E o que é o sonho se não uma expectativa? Vamos dizer que quem sonhou ir à lua foi infeliz? A primeira pessoa a ter sonhado ir à lua não foi... nem a 2ª, nem a 3ª nem a milionésima... mas de pessoa em pessoa, de sonho em sonho, todas essas pessoas deram passos importantes em direcção à concretização. Podemos não alcançar os nossos sonhos hoje, nem amanhã ou nem sequer em toda a nossa vida, mas, se lutarmos por eles, eles serão certamente realidade para quem vem a seguir. Temos é de sermos felizes não com a recompensa, mas com os passos, pela luta, pelo investimento, pela evolução pessoal... para mim, se assim não for, tudo isto perde sentido...

Acredito que haja, como o Nandinho, quem inveje as pessoas de vivências e expectativas simples e objectivas... mas cada um é como é. E não há um of para o pensamento :)

Deixo este longo longo comentário com um excerto do Campos :)

Há sem dúvida quem ame o infinito,
Há sem dúvida quem deseje o impossível,
Há sem dúvida quem não queira nada -
Três tipos de idealistas, e eu nenhum deles:
Porque eu amo infinitamente o finito,
Porque eu desejo impossivelmente o possível,
Porque eu quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,
Ou até se não puder ser...

izzie disse...

Bem-vinda de volta :)

Not today é bom sinal...

Beijinho,

Lita disse...

Ianita, quanto ao teu comentário, apetece-me pura e simplesmente carregar num LIKE! ;)

Izzie, Obrigada. Beijos grandes.

dinamene disse...

Fantásticas reflexões....

bjo <3