sábado, fevereiro 28, 2009

Relações

- Tenho de ir. – a voz dele fê-la entreabrir as pálpebras, e ronronar qualquer coisa como “Já?”.
- Hoje tenho mesmo de ir. – percebeu o tom e tirou-lhe o braço de cima. – Almoço de família. A minha mãe mata-me se não chegar decente.

Piscou-lhe o olho com a última frase. Ela sorriu. Sabia que nas últimas semanas raramente chegava “decente” a casa, mas também sabia o quão estranho eram as preocupações dele, aos trinta e muitos anos. Suspirou, vendo-o vestir-se. Com um movimento lento, levantou-se da cama e vestiu o minúsculo roupão de cetim preto, comprado de propósito para ele. Não. Para ela. Já não comprava coisas para homem nenhum. A verdade é que se sentia bonita com ele.

“A quem tentas enganar?” A estúpida vozinha dentro dela irritou-a. Sentiu o silêncio e viu que ele a encarava, com um sorriso. O que veria aquele homem? Corou. Ele aproximou-se.
- Anda cá. – abraçou-a com um tal carinho que ela sentiu o coração disparar. Nunca estava preparada para aquele tipo de emoções.

Ele olhou-a nos olhos e aquilo que ela leu assustou-a, estremeceu com a intensidade e, sobretudo, com a possibilidade de se enganar na leitura. Sentiu vontade de lhe perguntar. Gostaria de o ouvir da boca dele. Queria tanto saber se ele sabia aquilo que ela sabia estar lá.

Como que adivinhando cada palavra do seu pensamento, ele beijou-a apressadamente, intensamente, uma paixão tão abrasadora, que ela sentiu os joelhos tremerem e quase se apoiou nele.

Sorriu quando se separou dela.
-Vejo-te depois.
E enquanto ele saía, ela deixou-se embalar alegremente pelas palavras que ele não dissera.

Com o dia que está hoje...




You Are Storm



Exotic and powerful, Storm descended from a line of African priestesses.

Emotions can effect your powers, but you are generally serene.

Powers: controlling weather, creating winds that lift you into flight, generating lightning

Juro que não percebo...

... como é que pessoas que vivem na minha rua e que me cumprimentam há anos desta maneira:
- Bom dia, menina? Como está?

Descobrem, sabe deus porquê, que sou licenciada e começam a cumprimentar-me assim:
- Bom dia, Sra Dra!

É que me faz cá uma azia que me torno mesmo, mesmo, mal humorada!!!!
Que grandessíssima estupidez!!!!!

O que é que as pessoas têm na cabeça?

Weekend music

Como não podia deixar de ser, dou-vos música ao fim de semana! :)
O sol foi embora - por agora - mas fica a energia, o sonho, a vontade de chegar mais alto, ser mais e melhor.
De viver!!!!
Como já disse alguém, que possamos ser a melhor visão da melhor versão de nós próprios!



sexta-feira, fevereiro 27, 2009

Desejo que passem...


... um fim de semana mágico!
Beijos

A única coisa que posso dizer é...



Que bom que regressei ao trabalho a dois dias do fim de semana!!!!!!

Ele está quase a passar por cá...



E a vontade de o ouvir não passa... :) Enjoy!

Was it you who spoke the words that things would happen but not to me
Oh things are gonna happen naturally
Oh taking your advice and I'm looking on the bright side
And balancing the whole thing
Oh But at often times those words get tangled up in lines
And the bright light turns to night
Oh Until the dawn it brings
Another day to sing about the magic that was you and me

Cause you and I both loved
What you and I spoke of
And others just read of
Others only read of the love, the love that I love.

See I'm all about them words
Over numbers, unencumbered numbered words
Hundreds of pages, pages, pages for words
More words than I had ever heard and I feel so alive

Cause you and I both loved
What you and I spoke of
And others just read of
Oh and if you could see me now
Oh love, love

You and I, you and I
Not so little you and I anymore
And with this silence brings a moral story
More importantly evolving is the glory of a boy

Cause you and I both loved
What you and I spoke of
And others just read of
And if you could see me now
Well then I'm almost finally out of
I'm finally out of
Finally deedeedeedee
Well I'm almost finally, finally
Well I'm free,
Oh I'm free

And it's okay if you had to go away
Oh just remember the telephones were they workin' in both ways
And if I never ever hear them ring
If nothing else I'll think the bells inside
Have finally found you someone else and that's okay
Cause I'll remember everything you sang

Cause you and I both loved
What you and I spoke of
And others just read of and if you could see now
Well I'm almost finally out of.
I'm finally out of, finally, deedeeededede
Well I'm almost finally, finally, well out of words.

Locais sagrados...


- Um dia vou comprar este banco!
- Um banco na Praia de Faro... com a crise que está, não ficavas nada mal...

Demos uma gargalhada e sentei-me nele, sabendo de cor qual a sensação, as visões dos diferentes ângulos, os grãos de areia que ali pousavam. Olhando para trás, tudo está diferente. Recordo que não havia a esplanada por detrás, não se viam casas, tudo o que existia eram dunas cheias de chorões... montes de areia que nos tapavam de tudo e todos, permitindo um pouco de privacidade e intimidade com o mar.
Passei ali a minha vida. Não me recordo de quando o banco surgiu, mas lembro-me de me sentar quando as brincadeiras do D. me enervavam e não me apetecia ficar na praia. Ou quando subia a passadeira para ver o por do sol e escrever poemas. Quando o A. apareceu e me arrancou o caderno das mãos, onde tinha acabado de escrever o nome dele!
De quando o D. nos tirou a foto, a mim e à Andy, de mãos dadas, equilibradas lá em cima, com o olhar sombrio da Xana sobre nós.
Da tarde em que eu, a Kayla e a Xana fizemos um pacto de amizade eterna nesse mesmo lugar.
Das lágrimas que derramei, enquanto pedia ao universo que se ele não fosse o homem da minha vida, que este nunca surgisse, porque era aquele que eu queria. Da noite em que me sentei com ele, às 3 da manhã, porque me acordou para ir ver o por da lua. Da noite em que dei por mim nos braços dele e senti que poderia morrer naquele instante.
Da tarde em que me sentei ali, depois de descobrir que já não tinha a minha casa, o meu lar secreto, o único lugar onde me senti segura. Da noite em que, depois de falar com alguém, porque antes uma certeza dolorosa, do que uma dúvida eterna, decidi que o deixaria partir de dentro de mim.
Dos anos em que não consegui subir a passadeira, devido à dor que me apertava o peito.
Da manhã em que a subi sozinha, transbordando de lágrimas, e percebi que tudo estava mudado.
Da tarde em que me sentei nele e o partilhei com o N. Em que o apresentei à minha filha. Em que fiz as pazes com ele e pude recarregar baterias....
Não posso comprar o banco. Porque sou eu que lhe pertenço, assim como à areia onde ele está, ao mar que dele se avista. Fica sempre um pedaço de mim ali.
As pessoas partiram,os pactos foram quebrados, algumas amizades ficaram. Eu estou aqui.
Desta vez, trouxe o banco comigo. Está aqui!

quinta-feira, fevereiro 26, 2009

Só para me lembrar...



...porque preciso!

Back to Work

Custou menos do que eu pensava.
Achei que ia ficar deprimida por regressar, porque fui de férias com a cabeça em água, mil coisas em atraso e a sensação de que o meu cérebro tinha derretido entretanto.

Mas nada como uns dias de relaxamento e a capacidade de nos distancarmos da coisa. Cheguei bem disposta às 9 da manhã e ainda estou, acho que significa qualquer coisa. Veremos quanto tempo isto vai durar.

Estou confiante... ;)

quarta-feira, fevereiro 25, 2009

Dois é demais?????

Falava-se, entre cervejas e risos, de um ex meu, uma paixão ensolapada, um homem lindo de morrer, daqueles que passados muitos anos ainda nos fazem tremer os joelhos só de olharmos para ele.
Eis a conversa:

A - E o P. veio ter comigo e perguntou-me se conhecia o J. Disse-lhe que sim e ele foi-se embora. Depois fiquei a pensar e perguntei se ele era alguma coisa ao J. e ele respondeu que era irmão mais velho. E eu só posso ser cego, não é?
G - Pois, eles são iguais!
A - É que são mesmo iguais. Os olhos, o riso, a forma de andar, até aquela forma bruta de falar!
G - São completamente iguais. A única diferença é que um tem o cabelo curto e mais grisalho...

Troquei um olhar com a Kayla e nem foi preciso falar! Dois? Iguais?

E só por um mero instante, a Lita deambulou pelas núvens....
;)

É a ave rara em pessoa... ;)





Your Personality is Very Rare (INFP)





Your personality type is dreamy, romantic, elegant, and expressive.

Only about 5% of all people have your personality, including 6% of all women and 4% of all men

You are Introverted, Intuitive, Feeling, and Perceiving.

Desafio

Também nas férias, a Fenix lançou-me mais um desafio, um que já aqui fiz por duas vezes mas que, à velocidade a que eu papo livros, poderia fazer todas as semanas.

1 - agarrar o livro mais próximo;
2 - abrir na página 161;
3 - procurar a 6ª frase;
4 - colocar a frase completa no blogue;
5 - produzir um texto com a frase;
6 - repassar a "tarefa" para 5 pessoas.

Fenix, agora a parte hilariante. Comecei ontem a ler o mesmo livro que tu tinhas quando fizeste o desafio! “As Filhas do Graal” de “Elizabeth Chadwick”, Edições “CHÁ DAS CINCO”.

A minha edição é que deve ser diferente, pois a minha sexta frase é:

"Claire olhou por entre as pestanas baixas para a composta, orgulhosa, esposa de Simon,"

A parte de produzir um texto é fácil, tendo em conta que li apenas o primeiro capítulo e NÃO faço a mínima ideia quem são estas personagens.
Quem é Claire? E o Simon? E porque é que a esposa dele é composta e orgulhosa? Será que Claire não é composta? E não ser composto é mau? E sê-lo, fará de nós orgulhosos?

Ok, penso que a parte do desvario pode terminar aqui... :)

Repassar:
-Kayla
-Ianita
-Estrela Cadente
- Alguém
- Miepeee

Prémios

A querida Fénix deixou-me estes mimos, enquanto estive fora. Obrigada!!!!!



Já sabem como é que a coisa funciona por aqui, não é? :)
Partilha-se aquilo que nos é dado!
Levem-no!

E como sei que ela só recebe prémios personalizados, e porque esteve quase a ficar sem blog, e porque o blog dela deu um programa de rádio, Salto-Alto, a oferta é personalizada, ok?
Leva os prémios!:)
Um grande beijo para todos!

It's kind of a longdistance relationship

Passei a noite de ontem a recordar este filme. Talvez porque este ano as coisas me estejam a parecer um tanto ou quanto "quânticas". Mais do que nunca!!!!

Recordo que o fui ver com o mais que tudo e um casal de amigos (lembras-te, Andy?), e no fim os rapazes sairam a resmungar qualquer coisa sobre "filme de gajas".

E sim, já ouvi todo o tipo de críticas sobre o filme, desde os erros cronológicos e sabe-se lá o que mais!

A verdade é que o adorei. Dentro do género, foi dos filmes que mais me agarrou, talvez por todas essas impossibilidades, pela possibilidade das impossibilidades. Assim que o apanhei em DVD comprei-o. Chamem-me romântica, ou doida varrida! Mas recordei-me dele e partilho-o!



Um bom dia!!!!

terça-feira, fevereiro 24, 2009

Regresso

Voltar para casa tem a sua magia. Por poucos dias que passem, há sempre a tentação de olhar as coisas como se as tivéssemos deixado há muito, ver se tudo permaneceu na mesma.
Para quem vai, a sensação é de que tudo muda.
Foram dias calmos, dias de reencontros, dias de não fazer absolutamente nenhum.... :)
Recarreguei as baterias. Sinto-me mais inteira.
No entanto, como sempre acontece quando para lá vou, há uma parte que fica nos grãos espessos da areia, uma sombra que se senta e não arreda pé, um pedaço de mim ancorado ao ondular suave das tardes de sol. Há um sorriso que não regressa, que pertence àqueles ventos, aos amigos que me abraçam de alegria, às piadas que por aqui não teriam qualquer sentido. Há uma parte de mim que fica.
E ainda bem que assim é.
Obrigada muito, por todos os comentários que deixaram, pelos desejos positivos de uns dias felizes, que tive. Tive saudades disto.
Uma parte boa de regressar é isso. Voltar a casa.

Aqui...






... estou mesmo, mesmo bem!

sexta-feira, fevereiro 20, 2009

Fui!

Vou estar ausente alguns dias, a desfrutar (mais ainda) das minhas férias. A net será muito escassa, ou inexistente, por isso, só a partir da próxima quarta estarei por aqui novamente!
Até lá, o melhor para vocês, excelentes posts e muita alegria!
Beijos!

Raposa divina

Estive sentada no cimo do mundo.
Senti-me grande, pequena, sublime, humilde, protegida, isolada, guiada e muito acompanhada.
Pedi orientação, inspiração, sinais. Porque, por vezes, ainda me custa acreditar...

Descia a estrada com o Principezinho. Que se perguntara quem era, o que queria ser. Como o poderia ser. Não tinha respostas para ele. Ouvia-o, mas eu era apenas o espelho...

Foi quando ela se atravessou no nosso caminho. Primeiro correu e pensámos que fugira, assustada. Mas não. A raposa estava ali, no alto, à altura dos nossos olhos. Olhava-nos, curiosa.

Parámos. Surpreendidos, extasiados. Não parecia possível. Mas ela olhou-nos, fixou-nos e, com a elegância que lhe é característica, desceu e atravessou a estrada de terra batida, fazendo um semi-circulo à nossa volta. Cheirando, observando, quase sorrindo...

"Estão olhar para mim? Vocês pensam que eu sou uma raposa, que deveria ter medo dos homens, ser selvagem e fugir. Que poderia estar a roubar galinhas ou num qualquer canto escuro. E, no entanto, estou aqui. Não tive medo de vocês. Fiquei. Sei quem são. Por isso fiquei e estou aqui, olho-vos nos olhos, vejo todas as dúvidas e todo o brilho. E não tenho medo.

Sinais? O que é preciso para acreditar? Mais sinais...?"

Fiz um gesto quase que imperceptível para a chamar mais perto, mas o Principezinho notou e sussurrou-me:
- Não a chames, pode ter raiva.

A raposa sacudiu a cabeça com uma gargalhada.
"Raiva, eu? Linda como sou? Tonto... aceita o que te é dado. Sê tudo aquilo que quiseres ser, pois esse é o milagre que te vim mostrar."

E rindo com o acontecimento, eu e o Principezinho regressámos a casa, felizes, cada um com a sua história, com a sua mensagem e o seu milagre. E com a partilha de mais um instante mágico que vivemos.

quinta-feira, fevereiro 19, 2009

Ainda o chá...

Para quem quiser experimentar a maravilha de que tanto tenho falado - e ouvi dizer que também há o chá do amor e o chá da amizade - parece que se compra na loja Gourmet do Corte Ingles.

Por isso, aproveitem...
Beijinhos

quarta-feira, fevereiro 18, 2009

Desamor

Passei toda a manhã sentada num banco de um tribunal de família, como testemunha de uma mãe a quem o pai n quer dar a custódia (nem sequer conjunta) dos filhos. Acabei por não testemunhar, mas vi e ouvi coisas que, a determinada altura, só me faziam ter vontade de chorar.

As pessoas unem os seus caminhos porque se amam, estão apaixonadas e querem partilhar as vidas.

A determinada altura as coisas mudam, seja por falta de amor, de vontade, de partilha ou pura e simplesmente porque tudo tem um princípio, um meio e um fim. Mas o ressentimento, a dor, o orgulho, seja o que for, não lhes permite aceitar. Não lhes permite aceitar que aquela é a mesma pessoa que amaram,mesmo que a forma não seja a mesma. E querem ferir... preferem ver o outro perder do que ganharem os dois...

Não sei se é o medo, a dor ou o orgulho ferido que o determina. Mas custa ver as pessoas pegarem naquilo que têm de mais sagrado das relações, aquilo que fica e que os une para sempre, e usarem isso para ferir o outro. Usar um filho como forma de manipulação ou de punição do outro é das formas de DESAMOR mais angustiantes que eu conheço.

E sei que é o que acontece na maior parte dos casos.
Não gosto mesmo nada de o saber....

Chá da Felicidade 2

O chá é MESMO espectacular!!!!
Tem uma coisa gira... devido à infusão das plantas, fica cor de rosa! :D LOL
A mistura torna-se suave e o cardamomo dá-lhe aquele toque. Sim, valeu mesmo a pena.

Mas o que vinha partilhar era as instruções do pacote....

"Chá da Felicidade
1. Ponha a chaleira ao lume.
2. Aqueça o seu bule favorito.
3. Deite uma porção de chá no bule e deixe ferver durante 10 minutos, enquanto faz uma ou mais das seguintes coisas:
- atire-se para o sofá
- abrace alguém
- dance como dançava quando tinha 5 anos
- descanse
- tire os sapatos e mexa os dedos dos pés
- cante como o Pavarotti
- rebole-se como o Elvis
- sirva-se de uma grande fatia de bolo de chocolate
- telefone a um amigo
- ouça
- lembre-se da última vez que riu alto
- faça cócegas a alguém
- sente-se com a cara virada para o sol
- sorria
- olhe pela janela e beba o mundo
- tome um banho quente
- enrole-se num edredão
- lembre-se de alguém de quem gosta
- acenda uma vela
- fique calmo
- seja presente
- simplesmente seja
5. Mexa e coe.
6. Beba.

Estes pequenos pormenores, de facto, fazem toda a diferença....
Tenham um excelente dia!!!!!! Até já!!!

PS. Porque tenho de sair bem cedinho, respondo aos vossos comentários e comento os vossos espaços quando regressar. Abraço cheio de luz! :)

terça-feira, fevereiro 17, 2009

Chá da Felicidade

Recebi hoje um presente de uma amiga querida. Chá da felicidade.
Ingredientes: flor de hibiscus, alecrim e cardamomo juntos e alegres. :)
Vou ali à chaleira e já vos digo qualquer coisa... ;)

Sou um macaco!!!!







You Are a Monkey




You are a very fascinating creature. People are interested in every little thing you do.

You are smart, curious, and clever. You are naturally witty, and you have a great sense of humor.

You can see things from many different angles, and you always have an interesting perspective on life.

You are likely agile and playful. You stay physically fit simply by staying active.


Selvagem

Conheci-o nas primeiras semanas de Faculdade. Não era difícil conhecer os quinze rapazes do ano, no meio de cem raparigas. Eram mesmo poucos.
Ele dava nas vistas porque era muito alto, muito magro, tinha um cabelo comprido e parecido com a juba de um leão, cor e tudo. Foi por isso que eu e a BC lhe demos a alcunha de Selvagem.

Vínhamos muitas vezes juntos no comboio, pois morávamos perto. Surfista, bem disposto, tinha uma visão positiva do mundo e do futuro. Não fumava, não bebia, não consumia drogas e costumava dizer, na brincadeira, que o único vício que tinha eram os Sunday's de Caramelo. Comia sempre dois de seguida.

Era daqueles rapazes de quem nos sentíamos bem, perto. Muito sincero, usava poucas máscaras, adorava rir. Recordo-me de inúmeras aventuras que passámos juntos. Foi ele que me apresentou Dead Can Dance, Lorenna McKennit e outras coisas de que ainda gosto bastante.

No ano seguinte, outras pessoas chegaram e, por algum motivo, as escolhas do Selvagem mudaram. De início não foi um problema, continuava a adorar a vida e a experienciar tudo intensamente. Devido à mudança dos seus hábitos, tornou-se, também, meu companheiro em algumas noites de bebedeira e risos até de madrugada.

De início não foi um problema. Não a bebida, não o fumar, nem as ganzas. Mesmo quando parecia que ele já não sorria sem elas. As histórias estranhas sobre os chás alocinógenos. As faltas aos exames. Os semestres adiados.

A estranha viagem a França, supostamente por quinze dias, onde esteve dois meses desaparecido. E o regresso, quando já não o encontrei.

Regressou em corpo. Deixou lá o sorriso, os planos de futuro, a visão positiva do mundo, o olhar. Deixou lá a alma.

Nas poucas vezes em que estivemos juntos, depois disso, não reconheci os seus olhos. As palavras que proferiu não me fizeram sentido. Conhecia-me, mas nunca tive a certeza de que me reconheceu. O olhar meio vazio, com rasgos de lucidez causavam-me uma dor que regressa a cada vez que penso nele.

Recebo notícias, por um amigo comum. Vive na casa dos pais, joga à bola com os miúdos, na rua.
E questiono-me onde terá ficado a sua alma, nesta viagem, e porquê! Sinto a falta do meu amigo...

segunda-feira, fevereiro 16, 2009

Spiritual soul é muito bom!

You Are a Sage



You are a spiritual soul - a person who tries to find meaning in everything.

You spend a good amount of time meditating, trying to figure out life.

Helping others is also important to you. You enjoy social activities with that goal.

You are very generous and giving. Yet you expect very little in return.

Your strength: Getting along with anyone and everyone
Your weakness: Needing a good amount of downtime to recharge

Your power color: Cobalt blue

Your power symbol: Dove

Your power month: September

Agora a sério!

Uma excelente semana para todos!!!!!!
(sem "mete nojo")
Continuo na "panca" pelo Jason, desta vez, com uma romântica!




You've got the best of both worlds
You're the kind of girl who can take down a man,
And lift him back up again
You are strong but you're needy,
Humble but you're greedy
And based on your body language,
And shoddy cursive I've been reading
Your style is quite selective,
Though your mind is rather reckless
Well I guess it just suggests
That this is just what happiness is

And what a beautiful mess this is
It's like picking up trash in dresses

Well it kind of hurts when the kind of words you write
Kind of turn themselves into knives
And don't mind my nerve you could call it fiction
But I like being submerged in your contradictions dear
'Cause here we are, here we are

Although you were biased I love your advice
Your comebacks they're quick
And probably have to do with your insecurities
There's no shame in being crazy,
Depending on how you take these
Words I'm paraphrasing this relationship we're staging

And what a beautiful mess this is
It's like picking up trash in dresses

Well it kind of hurts when the kind of words you say
Kind of turn themselves into blades
And kind and courteous is a life I've heard
But it's nice to say that we played in the dirt oh dear
Cause here we are, Here we are
Here we are [x7]
We're still here
What a beautiful mess this is
It's like taking a guess when the only answer is yes

Through timeless words, and priceless pictures
We'll fly like birds, out of this earth
And times they turn, and hearts disfigure
But that's no concern when we're wounded together
And we tore our dresses, and stained our shirts
But it's nice today, oh the wait was so worth it.

Tinha de vir o post "mete nojo"

E hoje é o dia em que vou curtir o meu primeiro dia de férias com a minha filhota!!!!!!!!!
PS: a imagem não tem nada a ver... ainda não é hoje que me vou... foi mesmo só para acentuar o "mete nojo"

domingo, fevereiro 15, 2009

Declaração dos Direitos do Homem e da Mulher ao Amor

Encontrar-te sem te seduzir
Desejar-te sem te possuir
Amar-te sem te invadir
Falar-te sem te trair
Olhar-te sem te devorar
Engrandecer-te sem te perder
Acompanhar-te sem te guiar
e, assim, ser eu mesmo
no mais fundo de ti.
Não sei de quem é! Tenho uma folha com isto, que recebi num dia passado com pessoas muito especiais. Acho tão bonito, tão sábio!

Bom dia!!!!

Por muitas e muitas experiências passadas esta é, provavelmente, a música que mais me inspira no mundo...

Acordei com ela na cabeça e acredito que será um resto de dia estupendo! E é por isso que a partilho. Eu sei que é diferente das músicas que aqui costumo colocar mas... :) Para mim, nada como levantar-lhe o som, respirar bem profundamente, imbuir-me desta energia e ir em frente!


Um excelente domingo para todos!!!!!! Sorriam, a vida é o maior espectáculo do mundo!!! ;)


sábado, fevereiro 14, 2009

Obrigada, Blogadinha!

A Blogadinha presenteou-me... e passo-vos este prémio com todo o carinho. Take it, lista de blogues!!! É vosso!

Home...

Porque, quer o amemos ou detestemos, quer seja importante, ou completamente insignificante... hoje, inevitavelmente, se fala de amor.

Esta música é-vos dedicada! A vós, todos, que por aqui passam e deixam uma palavra doce, um sorriso, uma brincadeira. Porque me passeio pelos vossos cantos e me delicio com o que vejo, ouço, leio. Porque uma parte de mim é colocada aqui todos os dias. Em alguns encontrei amigos, noutros instantes mágicos, noutros pedaços de eternidade. Mas em todos encontrei essencias de quem são... e gosto!

E também a dedico aos que estão aí, algures, a encontrar-se e a desfrutar dos apelos do coração!!! Sim, vocês os dois! Enjoy! :)

E àqueles que encontro no meu espaço sagrado, sentada "em frente ao mar"!!

E a ti, que continuas aí, de coração aberto, tentando compreender a minha alma!

Home, porque a nossa casa é onde está o nosso coração!

Found you!!!

Já me tinha esquecido dele... mas... e não é que...? :)

"Neptuno conjunto a Mercúrio
A faculdade lógica e racional de sua mente provavelmente sofrerá um embaralhamento por acção deste trânsito, de modo que você pode chegar ao ponto de não ter mais certeza de nada do que pensa. Ou de se deixar levar por idéias que normalmente não adotaria. É provável que provoque a pior confusão se tentar organizar ou reestruturar sua vida agora. Por conseguinte, este não é um bom período para tomar decisões importantes, principalmente nos negócios, pois há risco de que você não esteja com informações.

Este trânsito sempre levanta a questão do auto-engano e dos enganos a que pode submeter os outros ou ser por eles submetida. Tenha muito cuidado com isso em tudo que fizer. Os enganos podem ser acidentais. Você pode, por exemplo, achar que não consegue reproduzir com fidelidade o que pensa porque seus pensamentos são complexos ou confusos demais. Então, quando resolve falar, as pessoas entendem tudo ao contrário. Procure ter certeza de que todos realmente estão compreendendo o que você quer dizer quando disserem que entenderam.

Em seu aspecto positivo, este trânsito a tornará muito mais receptiva a subtis influências do ambiente. Talvez seu lado racional esteja confuso, mas sua intuição provavelmente estará aguçada. A única dificuldade que poderia ter seria explicar às pessoas a origem de suas conclusões.

É possível que se interesse pelo misticismo e mediunidade. Você chegará a um conhecimento profundo das imperfeições da lógica em seu aspecto puramente racional, podendo querer expandir sua compreensão dos elementos mais ocultos da mente. Talvez até descubra capacidades ocultas em sua própria mente. "

My song... :)

Porque sim, porque a fizeste para mim... e porque as saudades são sentimentos tão bons quando trazem luz...
Happy Valentine's Day!



&ampamp;amp;amp;lt;a href="http://rasbhenda.bandcamp.com/track/saudades-dela"&ampamp;amp;amp;gt;Saudades dela by Ras.Bhenda&ampamp;amp;amp;lt;/a&ampamp;amp;amp;gt;

sexta-feira, fevereiro 13, 2009

Então, vou ali seduzir e já volto...

Kayla, deve estar aqui a resposta às tuas questões.

LOOOOL


You Are Chili Peppers



You are smokin' hot, and you can't help heat up everyone else around you.

It's not unusual for you to make people flushed and excited. You flaunt your sexuality.

You awaken primal urges that people didn't know they had. You bring out the inner wild animal.

When it comes to seduction, you just go for it. You have no fear.

Sayuri...

Eu sei que não é o tipo de arte japonesa a que estás habituada, mas os presentes devem ser personalizados e é assim que eu te vejo!!!!

Por isso...

Um dia feliz, um ano feliz e tudo aquilo que mereces!!!!


Parabéns!!!!!

Seja o que você é. Esse é o primeiro passo para se tornar melhor do que você é
Autor: Hare , A. W.

Dinamene

Amiga, minha alma irmã, companheira de tantas e tantas aventuras....

... em todos os dias to desejo, mas neste, tão especial, não podia deixar de expressar o quão importante és para mim!!!!

Todo o meu amor e muitos, muitos parabéns!!!!


A amizade é uma alma com dois corpos
Aristóteles

quinta-feira, fevereiro 12, 2009

Next week

O sol trouxe-me mais entusiasmo.
A verdade é que o ano entrou a abrir!!!! Muito trabalho, muitas pessoas novas, muitas emoções, muitas (in)decisões.

Gosto de intensidade. Gosto de desafios. Gosto de mudança.

Mas confesso que a coisa está mesmoooooo pesada.

Agora vou dar formação. Até às 21h. Amanhã não tenho horas para sair do trabalho.

Mas para a semana - ah, pois é! - para a semana, ESTOU DE FÉRIAS!!!!
WEEEEEE!!!!

Princess X????




Your International Spy Name is Princess X



Your Code Name: Timberwolf



You Reside in: Prague



Why You're a Good Spy: You're agile

O futuro do amor

Numa primeira análise, aquilo que posso dizer é que este livro é "muito à frente"!

Resisti a ele durante muitos meses, até que, ao abri-lo e ler os dois primeiros capítulos me rendi.

Fala das relações caducas, dos limites que impomos a nós mesmos, dos pilares toscos onde construímos muitos dos nossos conceitos. Das mentiras que contamos a nós próprios.

E fala do amor. Do amor sob todas as suas formas. De todas as formas de o viver. De todas as formas de não o julgar.

quarta-feira, fevereiro 11, 2009

E agora que chegou o sol...





... tenho tantas, tantas saudades disto!!!!

Obrigada, Skywalker

Ode ao Sol

Não consigo resistir. Hoje sinto-me verdadeiramente feliz com o sol. As saudades eram demasiadas... E não consigo falar de outra coisa...

Kailinha, desculpa imitar-te, mas senti que esta música era ideal para o dia de hoje!!! Sol, sim, isto é uma verdadeira declaração de amor!!!!! :D


weeeeeeeeeeeeeeeeeeeee!!!!!

Está SOL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

terça-feira, fevereiro 10, 2009

Tal como a Laidita...

O Selo da Lita! :)


Esta imagem belíssima e tão inspiradora foi um presente da Metade da Laranja! Fiquei maravilhada, comovida e feliz!!!
Obrigada, querida! Que a vida te traga tantas coisas lindas como aquelas que ofereces aos outros!

Faculdade de Ciências Médicas...

Não me recordo o nome da festa.
Recordo-me que, no carro do V., existiam imensas garrafas de vodka que tinham sobrado das férias na Areia Branca. Recordo-me que ficámos no jardim do Campo Santana a saborear Vodka com laranja, antes de entrar. Recordo-me que eu e a Sayuri queríamos dançar espanholada, tal era a alegria alcoólica.

Quando entrei já levava aquele característico sorriso estúpido na cara.
A noite foi estupenda. Entre o cravar bebidas no bar, dançar que nem loucas e meter conversa com toda a gente, todos pareciam adorar-nos. O problema foi que nós também adorámos aquela Faculdade cheia de gente simpática, divertida e que parecia tão bem disposta. Gostámos tanto que fomos ficando,e pedindo mais musicas, e ficando,e ficando.

E a festa acabou e eles começaram a arrumar a sala... e nós lá. E eles a tirar as mesas que faziam de bar... e nós lá! E eles começaram a pedir-nos para sair... primeiro de uma forma simpática, depois um pouco mais assertivo-agressivo e finalmente imploravam-nos que nos fossemos embora.

E foi quase à saída o momento zen da Lita. Por motivos de força maior, hoje esta história já não me faz rir, mas na altura teve a sua piada. Um rapaz da Tuna, com quem já tinha conversado nessa noite, diz-me:
- Psicologia, não é? Conheces o professor X?
E eu:
- Esse? Odeio-o, é o gajo mais asqueroso que por lá anda. Tem a mania que é melhor que todos, arrogante, vaidoso, a mania de falar em inglês nas aulas, apesar de ser tão português como eu! Um verdadeiro idiota! Porquê?
- Ah... é o meu pai.

E eu literalmente escondi-me atrás da BC., envergonhadíssima e a rir desalmadamente, enquanto ele sorria e dizia estar habituado a tais comentários...

Like a rolling stone...

Bom dia!

segunda-feira, fevereiro 09, 2009

Partir o copo 2

Ok, eu ponho...:)
Ao longo do dia tive alguns mails e perguntas via msn. Todas elas se prendiam com a questão: o que aconteceu depois dele partir o copo? Por isso, para quem não leu o livro, aqui fica...

"O barulho do vidro a quebrar-se chamou a atenção de todos. Ao contrário de disfarçar o gesto com algum pedido de desculpas, ele olhava-me a sorrir - e eu sorria para ele.
- Não tem importância - gritou o rapaz que atendia às mesas.
Mas ele não ouviu. Tinha-se levantado, agarrara-me os cabelos e beijava-me.

Eu também o agarrei pelos cabelos, o abracei com toda a força, mordi os seus lábios, senti a sua língua dentro da minha boca. Era um beijo pelo qual tinha esperado muito - que tinha nascido junto aos rios da nossa infância, quando ainda não compreendíamos o significado do amor. Um beijo que ficou suspenso no ar quando crescemos, que viajou pelo mundo através da lembrança de uma medalha, que ficou escondido atrás de um monte de livros de estudo para um emprego público. Um beijo que se perdeu tantas vezes e que agora tinha sido encontrado. Naquele minutos de beijo estavam anos de buscas, de desilusões, de sonhos impossíveis.

Eu beijei-o com força. As poucas pessoas que estavam naquele bar devem ter olhado e pensado ver apenas um beijo. Não sabiam que naquele minuto de beijo estava o resumo da minha vida, da vida dele, da vida de qualquer pessoa que espera, sonha e busca o seu caminho debaixo do sol.

Naquele minuto de beijo estavam todos os momentos de alegria que vivi."

Será que...

... esta sensação de dia tranquilo e este bem-estar que sinto está relacionado com a belíssima máquina de café que nos apareceu aqui no trabalho????? E de onde está a sair uma deliciosa bebida escura e amarga, com aquele odor divinal????
Não sei...
Mas que interfere, interfere... :)

Amigo Gualter...

... cada vez que me lembro que te liguei o ano passado, neste dia, e estavas de férias nas Caraíbas, só me apetece bater-te!!!!
De qualquer maneira...
PARABÉNS!!!!!!!!!

domingo, fevereiro 08, 2009

Partir o copo

A conversa com a H. foi longa. Há muito que não nos partilhávamos assim. Falámos de almas gémeas, de amores diferentes, de eternidade, de aceitação. Falámos de medo e de dor, de alegria e de sentir.
Lia ela agora um livro que me veio parar às mãos, há muitos anos, pela minha linda Dinamene, que mo ofereceu num momento de impulsividade. Chamava-me Brida, porque havia uma personagem de um livro que queria ser bruxa, e eu chamava-lhe Britta, porque existia outra que ia correr mundo.

O livro esteve anos na minha mesa de cabeceira. Por vezes relia-o, outras vezes bastava-me abrir uma página e ler um trecho. Não é um livro extraordinário. Para mim, foi. É uma história de amor, entre um seminarista e a namorada de infância, contada bem ao estilo do Paulo Coelho.

A determinada altura, ela pede-lhe no meio de um restaurante, que parta um copo de propósito.

"É um ritual de passagem, como tu mesmo dizes - tive vontade de dizer - É o proibido. Copos não se partem de propósito. Quando entramos em restaurantes ou nas nossas casas, temos cuidado para que os copos não fiquem na borda das coisas. O nosso universo exige que tomemos cuidado para que os copos não caiam no chão. No entanto, quando os partimos sem querer, vamos que não foi tão grave assim. O empregado diz 'não tem importância' e nunca vi os copos partidos serem incluídos na conta do restaurante. (...) Porque, os nossos pais ensinaram-nos a ter cuidado com os copos e com os corpos. Ensinaram-nos que as paixões de infância são impossíveis, que não devemos afastar os homens do sacerdócio, que as pessoas não fazem milagres e que ninguém vai em viagem sem saber para onde vai.
Parte esse copo, por favor - e liberta-nos de todos esses malditos conceitos, essa mania que se tem de explicar tudo e só fazer aquilo que os outros aprovam.

(...) Ele fixou os seus olhos nos meus. Depois, devagar, deslizou a sua mão pelo tampo da mesa, até tocá-lo. Num movimento rápido, empurrou-o para o chão."

E vocês? Têm partido os vossos "copos"? How does it feel? :)

O prometido é devido

A minha filhota apaixonou-se por esta música.
E como hoje o meu estado de espírito está tal e qual... aqui fica!:)
Um beijinho! Boa continuação de domingo...



Naquele trilho secreto
Com palavras santo e senha
Eu fui lingua e tu dialecto
Eu fui lume e tu foste lenha

Fomos guerras e aliancas
Tratados de paz e péssangas
Fomos sardas pele e trancas
Popeline seda e ganga

Recordo aquele acordo
Bem claro e assumido
Eu trepava um eucalipto
E tu tiravas o vestido

Dessa vez tu nao cumpriste
E faltaste ao prometido
Eu fiquei sentido e triste
Olha que isso nao se faz
Disseste que se eu fosse audaz
Tu tiravas o vestido
O prometido é devido

Rompi eu as minhas calcas
Esfolei maos e joelhos
E tu reduziste o acordo
A um montao de cacos velhos

Eu que vinha de tao longe
( do outro lado da rua )
Fazia o que tu quisesses
Só para te poder ver nua

Quero ja os almanaques
Do fantasma e do patinhas
Os falcões e os mandrakes
Tao cedo nao teras novas minhas

A Rainha das gaffes...

Para quem a segue, já sabe quem é. Este post é dedicado à minha querida amiga Kayla. Pois é, esta rapariga tem um dom... o dom de dizer as coisas mais estapafurdias nas piores alturas... lol

Nem se dá conta, quando damos por ela, puff, está a despejar tudo cá para fora sem a mínima noção daquilo que está a dizer. Podia contar-vos mil e uma coisas, mas vou contar-vos uma que se passou há relativamente pouco tempo.

Há uns tempos atrás fui ao Algarve, passar uns dias a casa dela e matar saudades dos amigos. Numa noite, encontrámo-nos com dois deles e acabámos no jardim, numa feira qualquer, a beber uns copos e conversar. Como acontece com quem tem histórias antigas em comum, a conversa começou a girar à volta dos Verões fenomenais que passávamos juntos.

Falávamos do facto de eu, a Kayla e a Xana, quando estávamos sozinhas em casa, termos mais lucro no quiosque da minha avó, do que a própria, ou os meus pais. Completamente imbuída pelo espírito revivalista, começa a Kayla:
- Vocês nem sabem o que eu descobri acerca disso... é claro que fazíamos mais dinheiro. Chamávamos os gajos todos e nem dávamos conta.

Abri-lhe ligeiramente os olhos, mas a minha amiga ria desalmadamente, enquanto continuava.
- Pois, vocês lembram-se que o quiosque ficava ligeiramente subido?
- hum, hum... - diziam eles.
- Então não é que nós ficávamos com as coxas mesmo ao nível dos olhos das pessoas. - continuava a minha amiguinha, sem se dar conta dos meus olhos a revirar e da caipirinha a ser emborcada mais rapidamente do que o normal.

- Mais. - continuou ela. - Depois aquilo também era baixinho e mal de via a nossa cara. Mas as mamas...
Foi quando eu baixei a cara e entornei a caipirinha pela goela abaixo. Mas a Kayla, nada satisfeita, continuou:
- Rabos e mamas por todo o lado. E andávamos ingenuamente de biquíni o dia todo.
Eles riram e pouco falaram. Eu menos ainda.
E a conversa continuou.

Vínhamos já para casa quando ela me diz:
- Estavas tão calada, esta noite...
- Pudera!
- Então?
- Kayla, aquela conversa dos biquínis...
- O que e que tem?
- Kayla, quando é que nós os conhecemos? Quem é que lá ia todos os dias?
E eis que a minha rainha das gaffes me abre os olhos e fica vermelha que nem um tomate.
- Achas que...?
- Kayla, porque é que achas que eles mal abriram a boca? Aquilo que tu tão bem descreveste, deve ter sido o que eles pensaram durante anos... estiveste a explicar aos meninos o que eles viam quando iam para lá ter connosco.

E rimos que nem perdidas até chegar a casa.

sábado, fevereiro 07, 2009

I don't know how to love him

Numa onda BEM mais calma que o post de ontem (lol), deixo uma música fenomenalmente cantada por Ivone Elliman, em Jesus Christ Superstar, que me habituei a ouvir em criança.

Desafio

Como o post anterior me tirou a criatividade, vou colocar aqui o desafio que a Salto-Alto me fez, e a uma série de gente, sobre o livro, pág. 161.

1. Abrir um livro ao acaso na página 161, ir até à linha 5 e colocar essa frase no blog.

2. Passar para outros bloguistas (número de bloguers não especificado).

Livro que ando a ler: Brisingr, Christopher Paulini - sim, eu ADORO fantasia!!!!!

"Ficaram ambos empoleirados na paliçada, como dois estranhos pássaros, imóveis e ofegantes, enquanto o guarda circulava por baixo deles, balançando a lanterna em busca de intrusos."

LOL! Frase mais estranha!

Não vou passar este a ninguém. Quem quiser, força!
E agora, como o resto do pessoal dos blogs, ao que parece, vou fazer limpezas!!!

sexta-feira, fevereiro 06, 2009

A humilhação total!!!!!

OK, a Kayla desafiou-me... e, sabe deus porquê, eu aceitei!!!!!LOL

Antes do mais eu quero dizer-vos que ISTO tem uma explicação. Eu não sou maluca (não tanto, pelo menos...)E, apesar de eu - e a Kayla!!!!!! - estarmos ali metidas ao barulho, aos gritos,continua a haver uma explicação!!!! Eles são nossos amigos!!!!! ;)

E prometo que amanhã voltarei a colocar aqui coisas dignas deste blog. Talvez não tão divertidas, mas mais dignas...



PS. Não aconselho a audição a pessoas sensiveis!!!!
PS2. Eu não gosto realmente desta música... :)
PS3. Amigos,se virem isto, sabem que foi mesmo por vós que estive aí... e repetiria as vezes necessárias!!!!
PS4. Durante alguns anos fui gruppie desta banda... mas isso também tem uma explicação...

E agora a letra... na verdade eu não sabia bem a letra. Tirei um bocadinho, por ouvido, e parei a meio... perceberão porquê!!!!


Cemitérios
(ok... se alguém me puder ajudar a interpretar esta letra... é demasiado profunda para conseguir expressá-la devidamente...)


Cemitérios em chamas

mortos a correr
comem fogo dos ossos
vamos todos morrer

Satanás aparece
rodeado por chamas
em cima de uma campa
com uma gaja sem mamas

cemitérios
ya ya ya
uh

Se tirarem daí a caveira...




You Are a Playwright



You are a highly literate wordsmith. You love both reading and writing.

You are also a natural storyteller. You can turn a mediocre anecdote into a riveting tale.



You find people and all aspects of life fascinating. No topic is off limits for you.

In modern times, you would make a good filmmaker or novelist.

...

"Por mais que eu queira perceber como pensas, sempre que tento pensar como tu, acabo a pensar como eu."
...

Da Beleza

E um poeta disse, "Fala-nos da Beleza."

E ele respondeu:
"Onde podereis procurar a beleza, e onde a encontrareis, a menos que ela própria cruze o vosso caminho e vos guie?
E como falareis dela a não ser que ela seja o artífice dos vossos discursos?"

O humilhado e o ofendido dizem,
"A beleza é compassiva e gentil. Tal como uma mãe tímida da sua própria glória, caminha entre nós."


E o apaixonado diz
"Não, a beleza é coisa de poder e temor. Tal como a tempestade, ela abala a a terra sob nós e o céu por cima de nós."


Os cansados e exaustos dizem,
"A beleza consiste em suaves murmúrios. Fala no nosso espírito. A sua voz ouve-se nos nossos silêncios como uma ténue luz que estremece com medo da sombra."


Mas o inquieto diz,
"Já a ouvimos gritar nas montanhas, e com o seus gritos ouviu-se o som dos passos, o bater das asas e o rugir dos leões."


À noite, os guardiães da cidade dizem,
"A beleza virá com a aurora do poente."


E ao meio dia os caminhantes dizem,
"Vimo-la debruçada sobre a terra nas janelas do pôr do sol."


No inverno dizem os que recolhem a neve,
"Ela virá com a primavera, saltando pelas colinas."


E no verão os ceifeiros dizem,
"Vimo-la dançar com as folhas do Outono e tinha pedaços de neve no cabelo."


"Todas estas coisas dissestes da beleza, no entanto, na verdade, não falastes dela mas de necessidades insatisfeitas, e a beleza não é uma necessidade mas um êxtase. Não é uma boca com sede nem uma mão vazia estendida, mas antes um coração inflamado e uma alma encantada. Não é a imagem que verieis nem o som que ouvirieis, mas antes uma imagem
que vedes embora fecheis os olhos, e uma canção que ouvis, embora tapeis os ouvidos. Não é nem a seiva na casca enrugada, nem a asa presa por uma garra, mas antes um jardim sempre em flor e um grupo de anjos sempre a voar. Povo de Orfalés, a beleza é a vida quando a vida desvenda o seu rosto sagrado.
Mas vós sois a vida e sois o véu.
A beleza é a eternidade a olhar-se ao espelho.
Mas vós sois a eternidade e o espelho."


Kahlil Gibran
OProfeta

Para a Neptuna...

Porque há medo. Noites escuras. Passos incertos. Mas chega! É o tempo de escolheres a vida! É o tempo de te escolheres a ti! É este o tempo em que podes permitir-te acreditar...
Vai em frente, amiga! Eu vou estar aqui a aplaudir-te, a vibrar por ti! Eu já estou aqui a vibrar de alegria!!!!
Gosto muito, muito de ti!!!
Obrigada tanto, por seres quem és!





Vai caminhando desamarrado
Dos nós e laços que o mundo faz
Vai abraçando o desenlear
De outros abraços que a vida dá

Vai-te encontrando na água e no lume
Na terra quente até perder
O medo, o medo levanta muros
E ergue bandeiras pra nos deter

Não percas tempo,
O tempo corre
Só quando dói é devagar
E dá-te ao vento
Como um veleiro
Solto no mais alto mar

Liberta o grito que trazes dentro
E a coragem e o amor
Mesmo que seja só um momento
Mesmo que traga alguma dor
Só isso faz brilhar o lume
Que hás-de levar até ao fim
E esse lume já ninguém pode
Nunca apagar dentro de ti

Não percas tempo
O tempo corre
Só quando dói é devagar
E dá-te ao vento
Como um veleiro
Solto no mais alto mar

quinta-feira, fevereiro 05, 2009

Hmmmmm


Digam lá que isto agora não marchava?????
Opá, é que ia já!!!!
:)

Instantes muito mágicos

- Olá, filha da praia. Posso aproximar-me? - conquistou-me de imediato, mesmo antes de olhar para cima e o ver. Sabia que era o rapaz que tinha estado a olhar para mim e que já tinha levado com o olhar maléfico nº 39. No entanto, aquela frase trouxe-me brisas de maresia, fogueiras nocturnas, risos descontrolados e luas cheias divinais. Ele conhecia-me.

Olhei. Não vi qualquer semelhança com ninguém que pudesse ter visto antes. Um homem alto, cabelos escuros, olhos azuis. Talvez tivesse a minha idade...

- Conheces-me. - afirmei.
Ele riu.
- Muito bem. Pelo menos, conheci. Praia de Faro, quiosque, Waterfront. Diz-te alguma coisa?
Fui eu que me ri desta vez.
- Diz-me tudo. - respondi. - Agora por favor diz-me que não me conheceste bêbeda a pedir-te cerveja...

Não era o caso. Era surfista, naqueles tempos. Frequentava a praia na mesma proximidade. Frequentava os mesmos bares e a mesma discoteca. Não os mesmos amigos.

Mas sabia quem eu era. Sabia quem eram os meus amigos. Que eu abria a discoteca todas as sextas e sábados. Que bebia ginginha ou tuborg. Que jogava King nas mesas de madeira dos Arcos. Quem eram as minhas duas amigas. Que representávamos sempre uma dança no "Losing my religion", dos REM. Que pedíamos Pixies todos os dias.

Rimos muito naquela conversa.
- Olha lá, Miguel. - era o nome dele. - Mas como é que te lembras tão bem, como é que me reconheceste? Porque é que eu não me lembro de ti?
- Bem... eu costumava olhar para ti... mas só de longe! - respondeu com um sorriso. - Acho que nunca olhaste para mim. Dançavas completamente vidrada, de olhos postos num gajo que por lá andava...

Dei uma gargalhada. Ele conhecia-me mesmo, bolas!!!!!

Não trocámos números de telefone, nem mails, nem nada que o valha. Foi um não acaso, um momento mágico, uma conversa interessante. É engraçado como podemos ter impacto na vida de alguém sem nunca nada ter feito por isso...

Ainda estou um bocado estupefacta... :)

quarta-feira, fevereiro 04, 2009

Eu, ele e a Marta - take 3

Esta história já foi aqui referida vezes e vezes sem conta, ao longo dos meus posts, aqui, aqui, e proavelmente ao longo das muitas palavras que por aqui escrevo. Há situações que nos marcam.


Ele foi o ponto mais alto das minhas paixões desenfreadas!!!!

E se nos sentíssemos felizes por um bocadinho????

E saem eles...

Oferecido pela Salto-Alto e pela lilipat2008!

Oferecido pela Salto-Alto!

Oferecido pela Laidita e pela Salto-Alto!


Oferecido pela Alguém, pela Mimi, pela Kayla, pela Dawa , pela Metade da Laranja e pela sonhos/pesadelos!


Oferecido pela Fénix!


Oferecido pela Fenix e pela Metade da Laranja!


Obrigada a todos e peço desculpa pela demora! Como sempre, para além do prémio Mulheres bem Resolvidas - que vão para as meninas da minha lista de blogues e para as minhas seguidoras, os outros prémios vão para todos os que cá estão. Se cá estão, por alguma razão é, certo?????
PS: o desafio das 6 coisas aleatórias já foi escrito num dos posts abaixo, e é por isso que não as escrevo aqui. Quanto aos desafios da Salto-Alto, virão depois,quando tiver um bocadinho de tempo. Beijos!