domingo, fevereiro 08, 2009

A Rainha das gaffes...

Para quem a segue, já sabe quem é. Este post é dedicado à minha querida amiga Kayla. Pois é, esta rapariga tem um dom... o dom de dizer as coisas mais estapafurdias nas piores alturas... lol

Nem se dá conta, quando damos por ela, puff, está a despejar tudo cá para fora sem a mínima noção daquilo que está a dizer. Podia contar-vos mil e uma coisas, mas vou contar-vos uma que se passou há relativamente pouco tempo.

Há uns tempos atrás fui ao Algarve, passar uns dias a casa dela e matar saudades dos amigos. Numa noite, encontrámo-nos com dois deles e acabámos no jardim, numa feira qualquer, a beber uns copos e conversar. Como acontece com quem tem histórias antigas em comum, a conversa começou a girar à volta dos Verões fenomenais que passávamos juntos.

Falávamos do facto de eu, a Kayla e a Xana, quando estávamos sozinhas em casa, termos mais lucro no quiosque da minha avó, do que a própria, ou os meus pais. Completamente imbuída pelo espírito revivalista, começa a Kayla:
- Vocês nem sabem o que eu descobri acerca disso... é claro que fazíamos mais dinheiro. Chamávamos os gajos todos e nem dávamos conta.

Abri-lhe ligeiramente os olhos, mas a minha amiga ria desalmadamente, enquanto continuava.
- Pois, vocês lembram-se que o quiosque ficava ligeiramente subido?
- hum, hum... - diziam eles.
- Então não é que nós ficávamos com as coxas mesmo ao nível dos olhos das pessoas. - continuava a minha amiguinha, sem se dar conta dos meus olhos a revirar e da caipirinha a ser emborcada mais rapidamente do que o normal.

- Mais. - continuou ela. - Depois aquilo também era baixinho e mal de via a nossa cara. Mas as mamas...
Foi quando eu baixei a cara e entornei a caipirinha pela goela abaixo. Mas a Kayla, nada satisfeita, continuou:
- Rabos e mamas por todo o lado. E andávamos ingenuamente de biquíni o dia todo.
Eles riram e pouco falaram. Eu menos ainda.
E a conversa continuou.

Vínhamos já para casa quando ela me diz:
- Estavas tão calada, esta noite...
- Pudera!
- Então?
- Kayla, aquela conversa dos biquínis...
- O que e que tem?
- Kayla, quando é que nós os conhecemos? Quem é que lá ia todos os dias?
E eis que a minha rainha das gaffes me abre os olhos e fica vermelha que nem um tomate.
- Achas que...?
- Kayla, porque é que achas que eles mal abriram a boca? Aquilo que tu tão bem descreveste, deve ter sido o que eles pensaram durante anos... estiveste a explicar aos meninos o que eles viam quando iam para lá ter connosco.

E rimos que nem perdidas até chegar a casa.

11 comentários:

Ianita disse...

LOL!!

Ela pode ter cometido uma gaffe, mas eles foram apanhados!!! :)

Kiss

Sayuri disse...

Assim eles ficam já a saber que não enganavam ninguém!!

Salto-Alto disse...

LOOOL! Deixa lá! Eles agora até devem pensar que foi de propósito! :)

Beijocas!

Alguém disse...

LOL!!! Ai esse filtro! Mas estou com a Salto-Alto, eles agora devem pensar que foi de propósito eheh

beijinho

Lita disse...

Ianita, isso é verdade!:)

Sayuri, loool! Coitadinhos dos meus amigos.

Salto-Alto, sim, é omais provável! LOL

Alguém, há tantas outras histórias... ;)

Metade da Laranja disse...

Lolll,
Podem ter mesmo pensado que sabiam que eles tb apreciavam o "espectáculo" :P

Bjinhos

Kayla disse...

Ok....
não havia necessidade!´

Oh Deus!Saiu-me ...
Caipirinhas ....

Kayla disse...

...a verdade,é que também os denunciei.looool
;)

Lita disse...

Metade da Laranja, eu nem gosto muito de pensar nisso... ;)

Kayla, foi muito à frente, amiga. LOL

Pedro Barata disse...

Está em grande a Kayla!!! Ehehehe

Lita disse...

LOOOOL
Sempre em grande!