segunda-feira, agosto 31, 2009

Nonsense, again...

Apoderou-se dela uma angustia letárgica, daquelas que quase não se sente, a não ser na alma. Havia uma tensão no ar, um receio que era praticamente uma certeza, como um ferro em fogo que acabaria por marcar, mais tarde ou mais cedo.

Não era um desgosto, uma suspresa, uma tristeza sem fim... esperava-o há tanto... quase que o desejara, pois que a imaginação é mais forte que a realidade, e não tem limites. Mas agora, que se aproximava, o seu corpo mantinha um pequeno ponto apertado no meio do peito, inclinado à esquerda, naquele local que chamamos de coração.

"Não é nada de mais. Tu própria já o viveste." - repetia, vezes e vezes se conta, sabendo que sim, que estava certa. Mas no íntimo, sabia que nada mais seria igual. Que o seu mundo de fantasia se recolheria cada vez mais à fantasia, sem escape de realidade, pois que esta só lhe trazia aquilo que nunca seria para ela.

Uma parte de si ficava feliz. O amor não é egoísta e queria, antes e mais, vê-lo bem, saber que as escolhas que fizera eram as melhores para ele. Isso bastaria por agora.

Havia porém a outra parte. A que se recolhia em silêncio. A que tinha uma vontade desmesurada de chorar, de se deixar quebrar em mil pedaços e perguntar à vida porque tivera de ser assim. Não o faria.

Viveria feliz, seguiria o seu rumo, concretizaria os seus sonhos... os seus outros sonhos... e no íntimo, haveria sempre aquela gota... aquele pedaço de si que pertencia à fantasia, e onde ele habitava o seu coração.

13 comentários:

Refugio da Sara disse...

Deixaste-me de lágrimas nos olhos...
Podia ser eu...

Mag disse...

:)))))
(no words needed, not even these)

Fenix disse...

As fantasias também ajudam a viver.
Que será de nós se deixarmos de sonhar...?

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Caluda disse...

O sonho comanda a vida...
mas às vezes a realidade perde cor, e esquece-se de sonhar, right? :)

ianita disse...

Há sonhos que perdem o sentido... ficarão para outra vida, talvez?

Eu às vezes tenho nostalgia dos sonhos que não vivi... mas sei que vivo outros sonhos que para mim são mais... mas a nostalgia fica...

Gostei muito...

Beijos

Sayuri disse...

Acabaste de descrever algo que....

Kayla disse...

Sem quebrar.

Vanessa. disse...

Que textinho tão bonito!! Deixas-te-me com a lágrimazinha no canto do olho...

Lopes (Henda) disse...

Soberbo...

Blogadinha disse...

Saber deixar partir - por mais que se refute a ideia, também assim é o amor.

Realidade ou ficção, um bonito apontamento.
Boa semana!
Bjo

Lita disse...

Refúgio da Sara, :)! Podiam ser muitas pessoas...

Mag, :)

Fenix, o sonho comanda a vida, já dizia o outro senhor! :)

Caluda, nem mais! :)

ianita, a perspectiva de ficar para outra vida é... complicada! Mas, sim, acredito que fiquem...

Sayuri... que... :)

Kayla, no way!

Vanessa, obrigada! :)

Lopes, ;)

Blogadinha, deixar partir é uma arte... :)

Sayuri disse...

...You know...