segunda-feira, janeiro 19, 2009

...

Só olho para o céu
nas noites de lua despida
para atar os olhos nas estrelas
e ver melhor de lá a Terra e a vida.

A Terra dos braços dos teus rios.
A Terra dos olhos dos teus lagos.
A Terra do corpo do teu mar.

A Terra em que apetece ser crepúsculo
para adormecer e sonhar.

José Gomes Ferreira

16 comentários:

poeta_poente disse...

Hoje só me apetece agradecer à Terra toda o quanto tem para me oferecer e sinto que me tem passado ao lado :)

Kaila disse...

O meu coração não aguenta!
lol

Adoro poesia!

Lita disse...

Poeta, isso é maravilhoso!!! :)

Kailita, aguenta... vais ver que aguenta! ;)

João disse...

Gosto!
Gosto muito.

Lita disse...

João, que bom!

Ianita disse...

José Gomes Ferreira é muito bom! Grande escolha, grande poema...

Beijinhos

Hélio disse...

Simples e eficaz! Um luxo! :)
Beijinhos! :)

Lita disse...

Ianita, gosto da simplicidade das palavras.

Hélio, :) Beijinhos!

Andy disse...

Simples e belo. Bjinho :)

Lita disse...

Beijinho, Andy!

Mimi La Rose disse...

Lita,

Gostei munnntttooo

Tem desafio para ti no Pó de Diamante

beijinho

as velas ardem ate ao fim disse...

Apanhei o cabelo
em rabo de cavalo
agora a minha solidão
vê-se melhor
vê-se tão bem
como a minha face
E a minha face
é desassombrada
as sombras
não são minhas.
Adília Lopes

um bjo

Salto-Alto disse...

Que giro! Não conhecia! :)

Lita disse...

Mimi, vou lá ver... :)

as velas ardem até ao fim,que bonito!!!!

Salto-Alto, é lindo!

Sayuri disse...

Poema Gourmet! :)

Lita disse...

LOL