quarta-feira, janeiro 07, 2009

Porque é que não se deve tentar ajudar amigas apaixonadas...

Primeiro ano da Faculdade.
Eu e ela simpatizámos uma com a outra nos primeiros dias. Era simples, aberta, divertida. A companhia ideal.
Apaixonou-se por um dos rapazes, que tinha ficado com o horário da noite. Lá o via nas aulas do anfiteatro, mas pouco mais do que isso. No entanto, logo que chegávamos a casa, ligava-me e grande parte da conversa era sobre ele... e durava horas...

Segundo semestre. Troca de horários, e eis que o "príncipe encantado" vem para o mesmo horário que nós. Apesar de feliz, ela tornou-se mais tímida do que nunca. Nem conseguia dizer o nome dele e não admitia, da parte de ninguém, qualquer conversa sobre o assunto.

A verdade é que o rapazito dava nas vistas e, numa Faculdade em que 99% dos alunos é do sexo feminino, não era difícil que o ele estivesse sempre rodeado de raparigas. E a minha amiguinha cada vez mais infeliz.

- Olha lá, deixa de ser parva! - disse-lhe, um dia. - Somos todos colegas, que mal pode haver em meter conversa com ele?
E praticamente forcei-a a sentar-se na mesma mesa que ele, às refeições. Íamos para perto dele, nas aulas. Como ela parecia muda, eu mesma metia conversa e pouco depois falávamos perfeitamente com o rapaz, bem simpático, por sinal!

O tempo foi passando e a paixão da minha amiga também. A verdade é que nos demos mesmo muito bem com ele e, juntamente com outras pessoas, formámos um grupinho que se dá até hoje. Apesar da BC. não admitir, ainda hoje, que alguém fale da sua paixoneta.

Um dia, num jantar, eis que o "príncipe encantado" se vira para mim com um sorriso e diz:
- Tu, no primeiro ano da Faculdade, tinhas uma pancada por mim!

Estupidifiquei a olhar para ele:
- Estás doido? Que conversa é essa?
E ele a rir:
- Oh, Lita, admite! Achas que não se notava? Vieste meter conversa comigo e tudo!...

E, do outro lado da mesa, a minha BC a rir-se que nem uma perdida e a fazer-me sinal para que eu não lhe contasse a verdade.

Resultado: por mais que o tente convencer, sem "trair" a minha amiga, é impossível. Até hoje, o rapazito acredita piamente numa paixão que nunca existiu!!!!

28 comentários:

Neptuna disse...

LOL!! ora aí está um belo motivo!! outro bem pior seria ele acabar por se apaixonar por ti em vez de ser por ela..!!

Mi disse...

Oh Lita, de facto são coisas que acontecem, pequenas ou grandes peripécias em que nos metemos só para salvar a pele a um amigo... Tu és uma boa amiga, pelos vistos. He he!

Continua a ajudar amigas apaixonadas, boa? Assim conheces sempre muitos rapazes interessantes e simpáticos... e outros também.

Beijinho!

Sayuri disse...

Eu lembro-me da noite em que lhe arrancámos a verdade a ferros: foi na wc do Apolo. Foi muito duro!...Para nós, exigiu um esforço inimaginável!!

Ianita disse...

LOL

Podia ser pior... podia ele ter-se apaixonado por ti e teres perdido uma amiga, podia... imensas coisas!

Se lhe faz bem ao ego... deixa-o pensar o que ele quiser!

Kisses

Kaila disse...

Boa amiga...
Como sempre!

Lita disse...

Neptuna, isso não!!!!! ;)

Mi, ess é, deveras, uma boa perspectiva!

Sayuri, looool. A BC sempre teve uma forma muito própria de gostar das pessoas... ;)

Ianita, isso seria uma tragédia, loool! Eu deixo-o pensar o que quiser, só não consigo deixar de me rir por isso...

Kaila, és uma linda!!!

korrosiva disse...

A amizade tem destas coisas.. passar umas "vergonhas" ficar com as culpas de alguma coisa... faz parte ;))

beijinhos

bono_poetry disse...

...no meu primeiro ano conheci a pessoa mais especial do mundo...bons anos esses!!amizades para sempre!!!

Vekiki disse...

Eh eh eh...no stress..ri para dentro e pensa que os homens nunca conseguem ver as coisas como elas são...coitadinhos!

Vanessa. disse...

LOL podia ter sido pior, bem pior!

Hélio disse...

Eis uma cena muito Cyrano de Bergerac! A tua vida dava uns filmes porreiros ;)
Beijinhos :)

Textículos disse...

Nunca se deve substimar o poder da negação! :)

Noiva Judia disse...

Às vezes, para não trair os amigos, acabamos por "ficar mal na fotografia", hehe.

Lita disse...

korrosiva, acredita!!! Parece que faz mesmo parte! :)

bono_poetry, eu conheci nesse ano aqueles que, ainda hoje, são os meus grandes amiguinhos!!!!

Vekiki, loool! É uma versão da coisa... :)

Vanessa, podia, pois podia!

Hélio, na verdade, eu acho que todas as vidas davam uns filmezitos porreiros. Achas que deveria transformar isto em guião? ;)

Textículos, também é verdade!!!

Noiva Judia, um dia conto-lhe a verdade. Mas só um dia... :)

Dawa disse...

loooooooooooool
Essas histórias são tão engraçadas.
:P
Beijinho

Hélio disse...

Eu acho que o guião levava Óscar! É com cada 'apanhado'! :)

gosto-muito-de-voce-leozinho disse...

deixa la ...assim á auto-estima dele aumentaa

gosto-muito-de-voce-leozinho disse...

deixa la ...assim á auto-estima dele aumentaa

Pedro Barata disse...

Eheheheh Tu ficaste com a fama e ela não teve o proveito!!! Lol
Beijinhos

Lita disse...

Dawa, eu também acho!

Hélio, looool. São demasiados... :)

Gosto-muito-de-você-leaozinho, deve ter aumentado... mas não me parece que precisasse... :)

Pedro Barata, nem mais!!! :)

Neni disse...

hihihi! Tarouco:p

Lita disse...

LOOOOOOL

carol disse...

Tens sempre umas histórias fantásticas. Devias publicar!
**

Lita disse...

carol, dá muito prazer escrevê-las... quase tanto quanto tê-las vivido... :)

Satine disse...

LOOOOOOOOOOOOOOL !

isso acontece taaaaaaaaaantas vezes! ai adorei! ahahaha**

Lita disse...

Satine, :)! É um bocado marado...

Laidita disse...

As peripécias em que te metes! Depois há o facto de não se poder meter conversa com ninguém (homem) que imaginam logo paixões assolapadas. Credo!

Bjs!

Lita disse...

LOL
Eu tenho uma pequena queda para me meter em sarilhos...:)