segunda-feira, janeiro 12, 2009

Ódio?

Ódio por Ele? Não ... Se o amei tanto,
Se tanto bem lhe quis no meu passado,
Se o encontrei depois de o ter sonhado,
Se à vida assim roubei todo o encanto,

Que importa se mentiu? E se hoje o pranto
Turva o meu triste olhar, marmorizado,
Olhar de monja, trágico, gelado
Com um soturno e enorme Campo Santo!

Nunca mais o amar já é bastante!
Quero senti-lo doutra, bem distante,
Como se fora meu, calma e serena!

Ódio seria em mim saudade infinda,
Mágoa de o ter perdido, amor ainda!
Ódio por Ele? Não... não vale a pena ...

Florbela Espanca.

19 comentários:

O Profeta disse...

Quanta mágoa em tua poesia querida amiga...


Um tecto feito de estrelas
A Lua brinca com fios de luz
Um cometa passou rasante
Um coração o outro seduz

Com palavras!
Vestidas da cor da ironia
Quando ditas da forma certa
Há sempre quem nelas confia


Boa semana



Mágico beijo

Fenix disse...

Quem ama verdadeiramente, nunca odeia.
Se o que torna feliz a pessoa amada for ficar longe, com outra pessoa, aquela que lhe traz a felicidade..., pois que assim seja.
Isso, julgo eu, é que é amar verdadeiramente. Doutra forma seria egoísmo...
Mas isso sou eu..., e calculo que esteja em minoria...

Parabéns pela escolha do soneto.

Abraço
Fenix

Ianita disse...

Não vale a pena mesmo!

Enquanto tivermos o coração e a cabeça ocupados com outra pessoa, mesmo que seja a odiá-la, não estaremos prontos a receber o amor de outra pessoa.

Por isso, tenho por princípio não me ocupar com quem não vale a pena.... só isso.

Beijos!

Miepeee disse...

Nao vale a pena, nao ha nada melhor que o desprezo, muito mais saudavel :)

Beijinho.

Sayuri disse...

Eu acho que nunca odiei ninguém...já saí muito magoada, espezinhada até, mas odiar nunca..sentimento feio!

Vanessa. disse...

Florbela Espanca e a perfeição das suas palavras :')

poeta_poente disse...

Dar a outra face... sempre!

Um beijo, bom dia

Lita disse...

O Profeta, é um dom da Florbela!!!:) Mais uma vez, obrigada pelas belas palavras!!!Beijinhos!

Fénix, concordo contigo, sabes? Pelo menos, a parte de mim mais evoluída concorda... :)

Ianita, o ódio é apenas mais uma forma de manter a pessoa presa a nós... digo eu!:)

Miepeee, loool! Menos doloroso, sem dúvida!

Sayuri, é verdade. Como diz o outro "é como beber um copo de veneno e esperar que o outro morra!!!!"

Vanessa, absolutamente perfeito!!!! :)

poeta_poente, acreditar no amor! Bom dia!!!

korrosiva disse...

Esse poema é lindo! :))

Não seria capaz de odiar ninguém, esse sentimento não faz parte de mim..

Lita disse...

Sou suspeita... acho todos os poemas dela lindos!!! :)

Estrela Cadente disse...

Como eu te entendo...acho que devemos de estar a atravessar uma fase muito parecida...
Belo poema da Florbela Espanca.
Isso queria eu odiar...talvez fosse mesmo mais fácil...se é que me entendes...as lembranças dos melhores momentos acabam sempre por estar à tona...que fazer??
Beijo.

Eumesma disse...

Lindo, lindo, adorei...
O ódio não é se facto um sentimento bom, mas ás vezes é a unica maneira de se matar restos de sentimento que outrora foram bons no nosso coração, nem que seja ter ódio por breves minutos...

Mas ódio por mais tempo, não, desgasta e consome a nossa alma.

Bjs

Pedro Barata disse...

O sentimento de ódio é o pior que há. E quem sente isso não deve conseguir ser feliz. nunca!
Beijinhos

Hélio disse...

Quem o diria melhor??? Está perfeito!
Beijinho! :)

Lita disse...

Estrela Cadente, seja o que for, só vale a pena quando os bons momentos vêm á tona!!! :)

Eumesma, é um poema muito lindo!!!

Pedro Barata, concordo; plenamente!

Hélio, pois está! :)

Kaila disse...

Não é que se sente...

Obrigada,por publicares estas obras maravilhosas!
Sabes que adoro!;)

Lita disse...

Eu também... :)

Laidita disse...

Que bonito! Adoro os sonetos da Florbela Espanca!

Bjs!

Lita disse...

Também eu!!!