terça-feira, janeiro 27, 2009

Seres de luz

Se houve algo em que a vida sempre foi generosa comigo, foi nos seres de luz que me foi trazendo. Conheço tantos, com luzes tão brilhantes, que a minha vida é preciosa, só por isso. Há sempre uma situação de intensidade, quando pessoas da mesma matéria se encontram.

Conheci a minha irmã de luz, Dinamene, na Faculdade. Fomos juntas no comboio e os nossos olhos fugiam uma para a outra sem controlo, ao ponto de nos termos começado a rir com isso. Tínhamos de escolher elementos para um trabalho de grupo e acabámos por ficar juntas. Nessa noite, entre tostas com manteiga de amendoim e chávenas de café forte, contámos a nossa vida uma à outra.

E dizer que foi o começo de uma eterna amizade, seria redundante. Foi um reencontro. A partir daí, não nos largávamos. Andávamos juntas para todo o lado, fazíamos as maiores loucuras...

Aquilo que eu notava era que o efeito Lita/Dinamene era tão intenso, que o meio termo pura e simplesmente não existia. Ou íamos aos píncaros da loucura,ou descíamos aos infernos vertiginosamente.

Um dia a Dinamene teve de ir embora. O caminho dela já não estava ali e ela sentia-o. Também o senti. Foi com dor partiu, estava desfeita. E eu morri de saudades.

Ela partiu no mundo e,por vezes, chegava uma carta. Cheia de desenhos, cores e palavras que me traziam o aroma e a luz daquela pessoa, mais minha do que qualquer outra. Quando sabia onde ela estava, escrevia, telefonava... às vezes não sabia e sonhava para ela o melhor.

Quando se reencontrou, a minha amiga acalmou... voltou a estudar, teve uma filha, minha afilhada de luz, e encontrou a sua paz. Desde aí, sabemos onde cada uma está. Por vezes há uma mensagem. Um mail... leio o blog dela, apesar dela não saber, até há pouco, que tenho este. Mas a ligação que temos está para além de tudo.

Hoje, como fiz anos, colocou um post para mim... e, fez-me sorrir profundamente, pois não sabendo nada do que vivo actualmente, intuiu-o perfeitamente...

"Se"
Se tanto me dói que as coisas passem
É porque cada instante em mim foi vivo
Na luta por um bem definitivo
Em que as coisas de amor se eternizassem.
Sophia de Mello Breyner Andresen
Dinamene, minha irmã, sem dúvida te agradeço a lembrança... mas as palavras... essas trouxeste-as do céu, só para mim!!!! Com todo o meu amor!!!!
PS: Entretanto, e porque já não fazia sentido, mudei a frase do meu perfil... hoje é esta!!! :)

15 comentários:

poeta_poente disse...

Não sei a razão, não a quero saber, mas o facto é que me emocionaste. Adorei ler esta história.

Fenix disse...

Há amigos que nos marcam para sempre!
Pode passar uma pequena eternidade, mas quando os reencontramos retomamos a conversa do ponto em que a deixámos..., mas com muito, muito para contar...
E o tempo nunca chega para tudo.
E a saudade nunca acaba.
A cada nova separação, mesmo que por pouco tempo, mesmo já sabendo onde estamos, ficam-me duas coisas muito intensas..., a felicidade pelos momentos em que estivémos e já, de novo, o vazio da ausência...
Um enorme saudade...

Beijinhos
Gostei muito de recordar, com as tuas palavras, o que eu própria sinto...

Estrela Cadente disse...

Ao ler-te , parecia eu a escrever sobre uma amizade muito grande que tenho há 13 anos...
UIma coisa inexplicável!
Fizeste anos?Muitos parabéns!!
Beijocas.

Mimi La Rose disse...

A minha irma também é Dinamene lindo nome ;)

Quando for grande quero uma amiga verdadeira assim..

Neptuna disse...

Adorei ler este texto. A proximidade das tuas palavras com experiências minhas é mais que muita, fizeste emocionar-me... beijinho!

Ianita disse...

É muito bom quando temos pessoas assim na nossa vida... a verdade é que cada um tem o que merece. :) E tu mereces!

Beijo grande

XR disse...

Há amizades que quando nascem mais parecem um mero reencontro de almas que foram irmãs noutro tempo ou noutra vida, peixes do mesmo cardume, pássaros do mesmo bando.

Mantêm-se através do tempo e da distância, resistem a altos e baixos e mesmo os interregnos parecem não existir.

São autênticas irmandades de alma estas com que por vezes nos deparamos. Foste abençoada por uma amizade assim, aproveita-a bem como a jóia preciosa que é ...

Beijinho

Mag disse...

Tenho uma "siss" de alma... a que me abriu caminho até este teu canto! Entendo bem como te sentes... é um falar sem palavras, um intuir sem necessidade de ouvidos.
É um sentir único!

Eumesma disse...

Bonito, mto bonito, a tua historia e a ainda mais as tuas palavras a contar a história.
Tb tenho uma pessoa assim, e por acaso conhecia-a através do meu blog...
Uma pessoa que me disse que tinha ficado mais rica dps de me conhecer, que qd me conheceu paricia que já nos conheciamos de toda uma vida, que se sente mais proxima de mim do que daqueles que com ela viveram e conviveram toda a vida. Uma pessoa que vive mto longe de mim fisicamente mas que me deixa uma tristeza imensa, uma saudade sem palavras, sempre que está cmg e dps se vai embora..

Ainda bem que a vida nos deu oportunidade de conhecer seres assim. :-)

Bjs

Lita disse...

Poeta_poente, deve ser porque as histórias de amor verdadeiro emocionam sempre... acho! :)

Fenix, é verdade. A vida tem essa dança... entre a aproximação e a separação... e é intensa! Beijinhos!

Estrela Cadente, é bom ter amigos assim!

Mimi, Dinamene é um nome lindo!!!!

Neptuna, aquele beijinho...

Ianita, ai.... obrigada tanto! Assim choro... ando chorona! ;)

Xr, aproveito sim... cheia de amor!

Mag, bem vinda! Um grande beijinho!!!

Eumesma, SEI exactamente do que falas!!! Beijo!

Alguém disse...

Há amizades que ficam e são essas que contam muito... É linda a vossa amizade :)

beijinho

Lita disse...

Obrigada! :)

Sayuri disse...

Pareciam siamesas! Uma loira a outra morena! :)

Lita disse...

LOOOL
Verdade!

dinamene disse...

Obrigada pelas tuas palavras, verdadeiras e cheias de emoção....

Vou gostar sempre de ti... e de todos aqueles que gostares;)

Muito AMOR