terça-feira, março 17, 2009

Carta do dia


E hoje foi esta:

A vida é uma continuidade, sempre e sempre. Não existe um destino final ao qual ela esteja se dirigindo. Apenas a peregrinação, apenas a viagem em si já é a vida, não o chegar a algum ponto, a alguma meta -- apenas dançar e estar em peregrinação, movendo-se alegremente sem se preocupar com nenhum ponto de chegada. O que você fará depois que chegar a um destino? Ninguém nunca fez esta pergunta porque todo mundo está empenhado em ter alguma meta na vida. Porém, as implicações disso...Se você atingir de fato o destino final da vida, o que vem depois? Você irá parecer muito desapontado! Não haverá lugar aonde ir... você já alcançou o ponto de destino... -- e ao longo da viagem deixou escapar tudo. Era preciso deixar passar! Então, nu e plantado no ponto de chegada, você ficará olhando em volta como um idiota: qual era mesmo o propósito disso tudo...? Você esteve se apressando tanto, preocupando-se tanto, e este é o resultado final.
Osho Rinzai: Master of the Irrational Chapter 7

A pequenina figura que se desloca pela trilha que corta esta bela paisagem, não está preocupada em chegar a qualquer destino. Ele, ou ela, sabe que a viagem é a própria meta, que a peregrinação em si é o santuário. Cada passo no caminho é importante por si mesmo.Quando esta carta aparece numa leitura, indica um tempo de movimento e mudança. Pode ser um deslocamento físico de um lugar para o próximo, ou um movimento interior de uma maneira de ser para outra. Qualquer que seja o caso, porém, esta carta assegura que a mudança será fácil, e que trará um sentimento de aventura e de crescimento; não há nenhuma necessidade de se esforçar nem de planear em demasia.

Esta carta da "Viagem" também nos lembra de que devemos aceitar e acolher o novo, exactamente como acontece quando viajamos para um outro país, com uma cultura e um ambiente diferentes daqueles a que estamos acostumados. Esta atitude de abertura e de aceitação estimula o surgimento de novos amigos e de novas experiências na nossa vida.

PS: para quem quiser tirar a sua: http://www.osho.com/Main.cfm?Area=Magazine&Sub1Menu=Tarot&Sub2Menu=OshoZenTarot&Language=Portuguese

38 comentários:

Ianita disse...

7. Consciência

véu da ilusão ou maya, que tem estado impedindo que você perceba a realidade como ela é, está começando a queimar-se. Tal fogo não é a chama aquecida da paixão, mas a flama fria da consciência. À medida que o véu vai sendo queimado, o rosto de um buda muito delicado e infantil torna-se visível.
A consciência que está crescendo em você neste momento não é o resultado de algum "fazer" consciente, nem é preciso que você se esforce para fazer alguma coisa acontecer. Qualquer impressão que você possa ter de que vinha tateando no escuro, está se desfazendo agora, ou logo se dissipará. Deixe-se assentar, e lembre-se de que, bem no fundo, você é apenas uma testemunha, eternamente silenciosa, consciente e imutável.
Um canal está se abrindo agora a partir da esfera de atividades até o centro do testemunhar. Ele o ajudará a atingir o desapego, e uma nova consciência removerá o véu dos seus olhos.

Lita disse...

Bela mensagem, miga! :)

Ianita disse...

Sim... mas gosto mais da tua carta! :)

izzie disse...

Florescendo:

O Zen quer vê-lo vivendo, vivendo em abundância, vivendo na completude, vivendo intensamente -- não em grau mínimo, como pretende a Cristandade, mas no grau máximo, transbordante.

A sua vida deveria derramar-se até os outros. A sua felicidade, a sua bem-aventurança, o seu êxtase, não deveriam ficar confinados dentro de você, como uma semente. Deveriam abrir-se como a flor e espalhar sua fragrância indiscriminadamente -- não apenas para os amigos, mas para os desconhecidos também.

Isso é compaixão verdadeira, amor verdadeiro: compartilhar a sua iluminação, compartilhar a sua dança do além.

Osho Christianity, the Deadliest Poison and Zen… Chapter 5
Comentário:

A Rainha do Arco-Íris é como uma planta fantástica que atingiu o ápice do seu florescimento e das suas cores. É muito sensual, muito cheia de vida e plena de possibilidades. Estalando os dedos ela acompanha a música do amor, e o seu colar do zodíaco está colocado de tal maneira que Vênus repousa sobre o seu coração. As mangas da sua vestimenta contêm sementes em abundância, e, à medida que sopra o vento, elas são espalhadas para criar raízes onde lhes for possível. Não a preocupa saber se as sementes caem no solo ou sobre as pedras -- ela apenas as vai espalhando por toda parte, em total celebração da vida e do amor. Flores caem do alto sobre a sua cabeça, em harmonia com o seu próprio florescimento, e as águas da emoção serpenteiam divertidamente sob a flor em que ela está sentada.
Você poderia sentir-se neste exato momento como um jardim de flores, regado por bênçãos vindas de toda parte. Dê boas-vindas às abelhas, convide os pássaros a beber do seu néctar. Espalhe em volta a sua alegria, para que todos compartilhem dela.

Lita disse...

LOOOOL
Nunca estamos satisfeitos com o que temos... ;)

Lita disse...

izzie.... BEM.... menina!!!! LOOOOOL
Flores caem do alto sobre a sua cabeça, em harmonia com o seu próprio florescimento, e as águas da emoção serpenteiam divertidamente sob a flor em que ela está sentada.
Ui!!!! Eu diria que "tás bonita, tás..." ;)

Ianita disse...

Arcanos maiores (tens consciência de que não percebo nada disto? mas parece-me que vai ao encontro da outra carta da Consciência)

21. Conclusão

Aqui, a última peça de um quebra-cabeça está sendo colocada em seu lugar: a posição do terceiro olho, o lugar da percepção interior.
Mesmo no fluxo sempre mutável da vida, há instantes em que chegamos a um ponto de completude. Nesses momentos, somos capazes de apreender o quadro completo, o conjunto de todas as pequenas peças que ocuparam por tanto tempo a nossa atenção. No momento da conclusão, podemos tanto nos sentir em desespero -- porque não queremos que aquela situação chegue a um fim --, como podemos nos sentir agradecidos e receptivos ao fato de que a vida é cheia de conclusões e de novos começos.
O que quer que tenha estado absorvendo o seu tempo e sua energia, agora está chegando ao fim. Ao concluir isso, você estará criando condições para que alguma coisa nova possa começar. Use essa pausa momentânea para celebrar ambas as coisas: o encerramento do velho e a chegada do novo.

Lita disse...

Parece-me muito bem! Faz-te sentido? ;)

Ianita disse...

Fazer faz. Mas faz-me confusão que a carta apareça assim ao calhas...

Lita disse...

LOOOOL
Tens de te centrar na história das não coincidências.... ;)

Ianita disse...

Pois... se calhar tenho... ainda assim... sou desconfiada :)

Achava que ia inserir a data de nascimento ou coisa que lhe valha ali em qualquer lado, mas afinal...

:)

Fenix disse...

Olha o que me saiu...

A semente não pode saber o que lhe vai acontecer, a semente jamais conheceu a flor. E a semente não pode nem mesmo acreditar que traga em si a potencialidade para transformar-se em uma bela flor. Longa é a jornada, e sempre será mais seguro não entrar nessa jornada, porque o percurso é desconhecido, e nada é garantido. Nada pode ser garantido. Mil e uma são as incertezas da jornada, muitos são os imprevistos -- e a semente sente-se em segurança, escondida no interior de um caroço resistente. Ainda assim ela arrisca, esforça-se; desfaz-se da carapaça dura que é a sua segurança, e começa a mover-se. A luta começa no mesmo momento: a batalha com o solo, com as pedras, com a rocha. A semente era muito resistente, mas a plantinha será muito, muito delicada, e os perigos serão muitos.

Não havia perigo para a semente, a semente poderia ter sobrevivido por milênios, mas para a plantinha os perigos são muitos. O brotinho lança-se, porém, ao desconhecido, em direção ao sol, em direção à fonte de luz, sem saber para onde, sem saber por quê. Enorme é a cruz a ser carregada, mas a semente está tomada por um sonho, e segue em frente.

Semelhante é o caminho para o homem. É árduo. Muita coragem será necessária.

Osho Dang Dang Doko Dang Chapter 4

Comentário:
Esta carta mostra uma pequena flor silvestre que enfrentou o desafio das rochas, das pedras em seu caminho, para aflorar à luz do dia. Envolta em brilhante aura de luz dourada, ela exibe a majestade do seu pequenino ser. Sem nenhum constrangimento, equipara-se ao sol mais brilhante.
Quando nos defrontamos com uma situação muito difícil, há sempre uma escolha: podemos ficar repletos de ressentimentos e tentar encontrar alguém ou alguma coisa em que pôr a culpa pelas nossas dificuldades, ou podemos enfrentar o desafio e crescer.
A flor nos mostra o caminho, na medida em que a sua paixão pela vida a conduz para fora da escuridão, para o mundo da luz. Não há nenhum sentido em se lutar contra os desafios da vida, ou tentar evitá-los ou negá-los. Eles estão aí, e se a semente deve transformar-se na flor, precisamos passar por eles. Seja corajoso o bastante para transformar-se na flor que você foi feito para ser.

:-)))

Fenix disse...

Bem..., se a outra já fazia sentido para mim, esta faz ainda mais...
Será que isto é como os signos?
Se eu continuar a tirar cartas vão fazer sempre, algum, sentido para mim???

Tarô Osho Zen : Arcanos Maiores
0. O Tolo

Tolo é quem confia sempre; tolo é quem continua confiando, contrariamente ao que recomendam todas as suas experiências vividas. Você o engana, e ele confia em você; você o engana de novo, e ele continua confiando; você o engana mais uma vez, e ele ainda confia em você. Então você dirá que ele é um tolo, que não aprende. A confiança dele é enorme; é uma confiança tão pura que ninguém consegue corrompê-la.

Seja um tolo no sentido taoísta, no sentido do Zen. Não tente criar uma muralha de conhecimentos em torno de você. Seja qual for a experiência que venha a você, deixe-a acontecer e depois siga em frente, descartando-se dela. Vá limpando sua mente o tempo todo; vá morrendo para o passado, de forma a permanecer no presente, no aqui-agora, como se tivesse acabado de nascer, como se fosse um bebê.

No começo isso será muito difícil. O mundo começará a tirar vantagem de você... deixe que o façam. São uns pobres companheiros. Ainda que trapaceiem com você, que o enganem e roubem, deixe acontecer, porque aquilo que é realmente seu não pode ser roubado, o que realmente lhe pertence ninguém pode tirar de você. E a cada vez que você não permitir que as circunstâncias o corrompam, a oportunidade se transformará em um efeito de integração dentro de você. A sua alma se tornará mais cristalizada.



Osho Dang Dang Doko Dang Chapter2

Comentário:
Momento a momento, e a cada passo, o Tolo vai deixando o passado para trás. Não leva nada mais do que a sua pureza, sua inocência e sua confiança, simbolizadas pela rosa branca em sua mão. O estampado do seu colete contém as cores dos quatro elementos do Tarô, indicando que ele está em harmonia com tudo o que existe à sua volta. A sua intuição está ativada em grau máximo. Neste momento o Tolo tem o apoio de todo o universo para dar o seu salto em direção ao desconhecido. Aventuras esperam por ele no rio da vida.

A carta está indicando que, se neste momento você confiar em sua intuição, na sua sensibilidade para a "adequação" das coisas, você não poderá errar. Os seus atos poderão parecer "tolos" para os outros, ou até para você mesmo, se tentar analisá-los com a mente racional. A posição "zero" porém, ocupada pelo Tolo, é a do número inumerável, na qual a confiança e a inocência é que são os guias, e não o ceticismo e a experiência passada.

Ianita disse...

Desculpa Fénix, mas haver uma carta chamada "O Tolo" é fantástico! :)

Eu também sou tola :)

Lita disse...

Fenix, as tuas duas cartas são absolutamente, devastadoramente lindas... amei!

Ianita, looool!

Fenix disse...

Ianita,

Não pessas desculpa :-)))
Adorei O Tolo!
Eu sou uma tolinha e gosto muito!!!

Beijinhos

--------------------

Lita,

É a primeira vez que experimento as cartas e estou a adorar.
A seguir experimentei tirar mais uma série delas..., só para ver se era como os signos.
Descobri que não.
Cada uma estava mais adequada que a outra e a certa altura começaram a repetir-se!!!

Guardei a sequência num ficheiro de word.
Não colar aqui para não monopolizar o teu espaço de comentários!
:-))))

Beijinhos

Lita disse...

Hmmm.... acho que te posso fazer mudar de ideias sobre... os signos... ;)

Hélio disse...

Pronto, OK eu comento...
A minha carta representa tudo o que se anda a passar comigo, e tu sabes muito bem. So podia ser essa carta. A aplicação a relacionamentos e a Disposição geral confirmam e reflectem ainda mais o que a Carta do Dia mostrou: Mudança. Apesar de ser estranho e de causar um pequeno choque ao reconhecermos tais noticias, são perfeitamente compreensíveis e ajudam-nos a ver q estamos, e bem, neste caminho... o caminho que não acaba ;)
Beijao Sis!

Lita disse...

LOOOOL
Bem aparecido.... ;)

Mudança é bom! Muito bom. Uma excelente viagem nesse percurso...
Beijo, Anam...

Rice Man disse...

Olha, eu não consigo ver a minha carta mas posso dizer-te uma coisa... A vida é de facto uma viagem. E uma boa parte (se não a maior) do que a torna essa viagem interessante são as pessoas que conhecemos ao longo da mesma. Eu não sei qual é a minha carta neste momento e sinceramente isso não é importante para mim. O que eu sei é que durante a minha caminhada tive a enormíssima felicidade de vir parar a este blog e 'conhecer' uma pessoa que faz qualquer viagem valer a pena! ;)

Lita disse...

Opáhhhhh...Isso foi muito lindo da tua parte!!!! Juro que foi! :)

E brincadeira à parte, concordo em pleno. As pessoas são aquilo que mais vale a pena.
Obrigada pelas palavras sempre deliciosas que tens para deixar aqui. Obrigada muito.

Fadinha da Sombra disse...

Fiquei curiosa, vou exprimentar!

Beijitos :)

Blogadinha disse...

Gostei daquela parte que dizia:
"tente de novo"! :P

07 - é muita "tensão"...

E como já vi que aprecias estas matérias, deixo-te um link versátil q.b.:

http://www.astrologia24.com/

Bjinhos e boa continuação!

Lita disse...

Fadinha, vi que já experimentaste! :)

Blogadinha, obrigada! Vou ver!

Kayla disse...

6.O sucesso

Observe as ondas no oceano. Quanto mais alto a onda sobe, mais fundo é o sulco que a segue. Em um momento, você é a onda, no outro, você é o sulco que se forma atrás. Aproveite ambos -- não fique apegado apenas a um deles. Não diga: "Eu gostaria de estar sempre no auge!" Isso não é possível. Encare simplesmente o fato: não é possível. Isso nunca aconteceu, e nunca irá acontecer. É simplesmente impossível -- não faz parte da natureza das coisas. Então, o que se pode fazer?
Desfrute o pico enquanto ele durar, e depois desfrute o vale, quando ele vier. O que há de errado com o vale? O que há de mal em estar em baixa? É um relaxamento. O pico é uma excitação e ninguém pode viver o tempo todo em estado de excitação.

Osho Returning to the Source Chapter 4



Comentário:

Este personagem, obviamente, está, neste momento, "a cavaleiro do mundo", e todos estão celebrando o seu sucesso com uma chuva de papel picado.
Devido à sua disposição para aceitar os recentes desafios da vida, neste momento, você está -- ou logo estará -- desfrutando de uma maravilhosa cavalgada sobre o tigre do sucesso. Receba bem essa oportunidade, desfrute-a, compartilhe a sua alegria com os outros -- e lembre-se de que todas as brilhantes paradas têm um começo e um fim.
Mantendo isso em mente, se você extrair cada gota de sumo da felicidade que está experienciando neste momento, será capaz, depois, de aceitar o futuro da forma como vier, sem arrependimentos. Não seja, porém, tentado a agarrar-se a este momento de abundância, ou a acondicioná-lo em plástico para que dure para sempre.
A maior sabedoria para ter em mente à medida que vão desfilando os acontecimentos da sua vida, sejam momentos de alta ou de baixa, é que "isto também passará". Celebre sim, e continue a cavalgar o tigre.


Comentário de Kayla:

Bemmmmmmmm!!!!!

Lita disse...

LOOOL
Esta deve ter estado à espera até tu chegares!!!! Nunca vi carta mais bem tirada! LOOOOL

Kayla disse...

Podes crer!

Nanda disse...

Adorei seu cantinho.

Um grande beijo

OnlyMe disse...

Sabes que é curioso que há um tempo atrás, ía todos os dias ao site do osho tirar cartas e quase sempre, coincidência ou não, batiam certo com o momento actual da minha vida.

Tirei uma agora e, mais uma vez, até que teve um significado bastante interessante.

Obrigada pelas boas recordações. Acho que me deixaste novamente o bichinho! lol

Jinhos :)

Palavras de Osho disse...

Belíssima carta!

Estreliña disse...

Pronto, interiorizei a msg...

Vou aceitar o que me não me aconteceu...

Vou só deitar mais duas lagrimazinhas...

bjs

Fenix disse...

Bom dia Lita!!!
:-)))

Beijinhos

Lita disse...

Nanda, obrigada! Bem vinda!

OnlyMe, looool! Estas cartas são lindas!

Palavras de Osho, também achei! ;)

Estreliña, fica aqui um enorme abraço!

Fenix, querida, bom dia!!!!

Vanessa. disse...

Adorei!

Lita disse...

Bom dia!!!!

Alguém disse...

Ainda não decidi se gosto da minha:

Zen Tarot Card
Inocência

O Zen diz que se você abandonar o conhecimento -- e dentro do conhecimento inclui-se tudo: seu nome, sua identidade, tudo... porque tudo isso lhe foi dado pelos outros --, se você abandonar tudo o que lhe foi dado pelos outros, você adquirirá uma qualidade totalmente diferente de ser -- a inocência.
Isso será uma crucificação da persona, da personalidade, e haverá uma ressurreição da sua inocência; você se tornará outra vez uma criança, renascida.

Comentário:

O velho desta carta irradia no mundo uma satisfação de criança. Há uma atmosfera de graça à sua volta, indicando que ele está bem consigo mesmo, e com o que a vida lhe proporcionou. Parece que ele está conversando alegremente com o louva-a-deus em seu dedo, como se os dois fossem os maiores amigos. As flores cor-de-rosa que cascateiam em torno dele representam um tempo de deixar-acontecer, de relaxamento e doçura. Elas são uma resposta à sua presença, um reflexo da sua própria natureza.
A inocência que advém de uma profunda experiência de vida é semelhante à de uma criança, sem ser infantil. A inocência das crianças é bela, mas ignorante. Ela será substituída por desconfiança e dúvida à medida que a criança for crescendo e aprendendo que o mundo pode ser um lugar perigoso e ameaçador. A inocência, porém, de uma vida plenamente vivida, tem um quê da sabedoria e da aceitação do milagre da vida em eterna mudança.

Neptuna disse...

há tanto tempo que não mexo nessas cartinhas... é um dos meus baralhos preferidos, sabias? acho que vou tirar mesmo ao vivo e a cores... vou matar saudades..!

Lita disse...

Alguém, eu gosto da tua! :)

Neptuna, tira, tira!!!!E aproveita tira umas para mim... :)