quinta-feira, março 26, 2009

Incoerência

O sol está quentinho, logo pela manhã. Visto a túnica cor-de-rosa, saio com o cabelo molhado, em busca da cafeína matinal, aquela que sabe sempre a vida, e respiro este "éter", carregado de luz e vida, resplandecente de desconhecido e aventura. Os dias podem parecer iguais,mas não têm de o ser. Ensinaram-me há muito a sair de casa esperando momentos mágicos, sinais inesperados e vida, sob todas as suas formas. Sorrio.

Uma parte de mim acorda para isso, para a vida, para a emoção que transborda em mim e procura mais e mais luz.

A outra parte está exausta. Por vezes, apetece-me levar as mãos à cabeça e pedir paz, silêncio, ainda que por momentos. Apetece-me sair um pouco daqui, respirar o mar, talvez. Sentir-me como nas noites de Verão, em que me deitava na areia, olhava as estrelas, buscava estrelas cadentes e me sentia pequena e insignificante neste imenso universo. O que colocava de imediato os meus dramas pessoais da proporção certa, e de onde tirava a certeza de que o que me surgisse, não era pesado demais.

Não que me queixe. Os meus dramas pessoais estão em maré calma, e só posso sentir-me grata por isso, pois as marés à minha volta estão em revolução. E não está a ser fácil.
Será que tem de ser tudo tão complicado????

A mesma parte de mim que desfruta do sol, acha que nada é complicado, que tudo é simplificável, que os limites que impomos a nós próprios e aos outros são apenas isso, limites que podem ser expandidos.
A outra parte, que liga emoções a esses limites sabe que não é assim tão simples. As pessoas não se descondicionam com tanta facilidade.

E é esse contínuo entre os limites que queremos manter e aqueles que já não nos servem, mas que não sabemos bem como os mudar, que nos fazem olhar para as "complicações". E são as pequenas revoluções, nesses conflitos, que nos fazem crescer.
E a mistura de tudo isto, provavelmente, é o que chamamos de vida.

Este, provavelmente,terá sido o post mais incoerente e sem sentido que já escrevi.
Peço desculpa por isso.
Mas precisava de tirar algumas coisas de dentro de mim.

Um abraço grande.

19 comentários:

Ianita disse...

Porquê incoerente? Temos muitas verdades dentro de nós e embora muitas vezes opostas, não têm de necessariamente entrar em conflito.

A luz precisa da sombra como a sombra precisa da luz. Nós mesmos, procuramos a luz como procuramos a sombra. Nem que seja para descansar os olhos só durante um bocadinho...

A verdade não é absoluta. Diz o grande filósofo, Phil Collins, there's always two sides for every story :) eu diria que existem mais. Temos de ter consciência disso e abraçar a vida, pelo que foi, pelo que é e pelo que pode ser. Abraçar a luz, mas aceitar também a sombra. Levantar a cabeça e olhar a vida nos olhos.

E por mais turbulento que seja o caminho, vai valer a pena. Mesmo com as tempestades.

Vais encontrar a tua paz.

Beijo

Lita disse...

Não te vou responder muito ao comentário pela única razão de que concordo com TUDINHO o que escreveste! :)
Beijos

Miepeee disse...

Porque e que ha-de ser um post sem sentido?
Todos nos em determinados momentos temos necessidade de deitar ca para fora o que nos vai na alma e quem nao enteder ... temos pena. Nao podemos deixar de ser quem somos so porque temos um blog e as pessoas criam uma imagem de nos como estando sempre bem dispostas e a dizer/escrever palhacadas.
Espero que te sintas mais leve :)
Beijinho.

Vanessa. disse...

Porque dizes que foi o post mais incoerente que escreveste? Eu gostei! Está sincero e, nitidamente, profundo!

Patrícia disse...

nada com um dia de sol para lavar a alma...

Lita disse...

Miepeee, claro que sim. Apenas fiquei na dúvida sobre se aquilo que eu estava a escrever tinha sentido. ;)
Beijos

Vanessa, obrigada! Beijinhos.

Patrícia, isso é verdade!

Noiva Judia disse...

Eu passo a vida em maré de incoerência, Lita. estás perdoada ;)

Eumesma disse...

Este foi o post mais coerente que escreveste.
Não que todos os outros não façam sentido ou tenham sido incoerentes mas este faz todo o sentido...

Temos sempre dois lados (e hoje por coincidência ctg enquanto vinha com so cabelos ao vento debaixo do meu tecto de abrir do carro, num dia que de facto está cheio de Sol e de luminosidade em Lisboa) ou seja o ser humano tem sempre o Tico e o Teco, ou um diabinho e anjinho...:-).

O resultado desse confronto entre os dois é a vida, são dias claros e os dias escuros.
Nada é linear nesta vida e assim o fosse a vida era uma grande seca...:-).

Portanto fica bem, tem os desabafos que tiveres que ter aqui neste cantinho e que a Luz deste Sol e de todos os dias de Sol que estarão para nascer iluminem a tua existencia.

Beijinho

Lita disse...

Noiva, :) Obrigada!

Eumesma, temos. Temos sempre os dois lados. E ainda bem que os temos. Mas nem sempre é fácil lidar com eles, sobretudo quando dizem coisas diferentes. Beijo

lilipat2008 disse...

Todos nós somos incoerentes...a nossa vida parece constantemente incoerente. E o que tu fizeste foi apenas um desabafo comum a todos nós...:)
Também é bom escrever assim, deitar isto tudo cá para fora, e pela parte que me toca tens sempre leitor...:)

bjs

Lita disse...

lilipat2008, :) Thanks. Beijos

Rice Man disse...

Então e agora que já deitaste isso tudo cá para fora... já te sentes melhor? :) Espero muito sinceramente que sim (até pelo que vou dizer ali mais em baixo). Não vou acrescentar muito (ou mesmo nada) ao que já foi dito porque é óbvio que tens aqui pessoas que te adoram, que percebem do que estão a falar e que têm muito mais jeito para estas coisas que eu. Mas!... Não sendo bom a reconfortar pessoas sou, por outro lado, muito bom ouvinte! E lamento informar-te que cobro por isso. Ah pois é!... Fica já informada que depois de a ter ouvido/lido e de a ter feito sentido melhor (espero eu), vossa excelência está neste momento a dever a si própria 10 sorrisos até ao fim do dia! E não admito atrasos no pagamento! ;)

izzie disse...

Lita... primeiro desarmas-me com o comentário que me fizeste (sobre o qual temos que falar, por isso quando puderes, avisa).
Depois com este post... sabes o meu amor por abraços... e neste momento repartiria um abraço carregadinho de todo o que te tenho :)

[Será que estás a ser invadida pela minha incoerência?]

Hermes disse...

Não vou falar da hipotética incoerência do post porque acho que essa é a mensagem menos importante no que escreveste. Vou falar-te das confusões, das tormentas que te andam a tentar envolver e a tentar perturbar essa tua serenidade. Vou falar por mim.
Tu és um pilar no meio disto tudo. És a ilha desejada por todos os que buscam fugir a tormenta. És o oráculo que todos querem ouvir quando não sabem o que fazer. E, ser tudo isso, fada, desgasta, cansa e rouba energia, principalmente porque tu te preocupas mesmo com quem gostas e porque tu, fada, gostas, mesmo!

Em bom português, o que muitas vezes nos faz falta é tomates! E tu, minha fada, és a pessoa que veio a este universo mostrar que esse deve ser o caminho, ter tomates!!!!!
A felicidade não abre muitas janelas e, se não aproveitamos para saltar por alguma, corremos o risco de a deixar fechar, para sempre....

Beijo

miss you

Skywalker disse...

Todos temos momentos bons e menos bons na vida.Sucedem-se uns aos outros.

Beijokas

Lita disse...

Rice Man, dois já foram dados... muito intensamente!!!! Obrigada, muito. És uma presença imprescindível por aqui!

Hermes, meu amigo,não sou um pilar, believe me!!!!!

Skywalker, é uma grande verdade!!!

Pedro Barata disse...

Amiga, espero que te sintas melhor depois do desabafo... Mereces isso!
Beijoca

Fenix disse...

Não sei se são incoerências, mas sei que a vida é feita dessas coisas. São as forças em oposição que nos fazem avançar, são os ventos fortes que moldam as paisagens, são as marés vivas que tranformam as costas, são os terramotos e os vulcões que devastam e criam novas terras virgens e férteis.
Tudo isso que dissés-te faz falta à vida.
Tudo isso é viver.
Pelo menos é a minha modesta opinião.

Beijinhos
Gostei de te ler
São

Lita disse...

Pedro, fiquei melhor! Obrigada e beijo!

Fenix, sim, tudo isso é viver! E ainda bem!