sexta-feira, março 20, 2009

Responsabilidade

Hoje acordei com a alma pesada. Os últimos acontecimentos deixaram-me num limbo entre a tristeza profunda e uma revolta indescritível.

Já o referi aqui,provavelmente mais do que uma vez, que se há coisa que a vida me tem ensinado, ao longo dos anos, é a perder certezas. Somente isso. Perder certezas. Hoje em dia, sou incapaz de dizer "à boca cheia" que determinada coisa É assim. Não sei se é, posso confiar nisso,acreditar, esperar que assim seja. Perder certezas. Pois que o universo sempre esperou que eu dissesse, ou mesmo pensasse, "desta água não beberei", para me jogar para dentro dessa mesma situação, fazer-me passar pelo lugar daqueles que eu, antes, não entendia e buscar a tolerância, o entendimento maior de uma situação que pode ser "facilmente julgavel".

Por isso, e também por defeito de profissão, penso, não consigo ver situações a preto e branco. Talvez o fizesse, com 18 anos. Mas agora, vejo sempre um longo espectro de cores (no mínimo, de cinzentos) aos quais não se pode dar uma cor certa. Posso não concordar com determinada situação, mas sou capaz de me colocar no lugar do outro, sentir-lhe o sofrimento e perceber o porquê de fazer algo, nas suas circunstâncias. (Existem excepções, como é evidente. Estou a falar de coisas do dia-a-dia, não de patologias, ou crimes.)

Talvez também porque tenho uma forma de falar que parece muito confiante, independentemente do quão insegura me sinta, tenho algum cuidado com aquilo que digo aos outros. Quem me conhece um pouco, sabe que raramente, ou nunca, digo "acho que devias fazer isto", "Isso está errado". Acredito que cada um de nós tem as respostas para a sua vida.

Aquilo que faço no meu trabalho é ajudar as pessoas a pensar, a procurar as suas respostas, nunca dar-lhas. Até porque não as tenho.

E é por isso que me magoa profundamente quando alguém se desresponsabiliza da sua própria vida e me acusa de influenciar, de incitar pessoas a fazer seja lá o que for. Não o faço. Não faz parte de mim. Posso ajudá-las a acreditar que podem ser melhores, que podem fazer aquilo que querem fazer. Que querem fazer.

Nós somos responsáveis por nós mesmos. Não aceito, em situação alguma, que se culpe alguém por aquilo que não somos capazes de assumir. Pelas nossas acções. Ser adulto é isso, tomar conta da própria vida, assumir quem somos, viver a nossa vida.
Pago os preços pelas minhas escolhas. Sempre o fiz.
Não aceito dívidas dos outros. Lamento.

PS. Quando criei este blog, escolhi que fosse anónimo, pela liberdade de poder ser eu própria, sem expectativas dos outros, sem limites, sem auto-crítica. Neste momento,sinto que ele é cada vez menos anónimo, por motivos vários.
Para preservar alguma da minha privacidade, e só por isso, os comentários passam a ser moderados. Continuarei a colocá-los aqui e a responder-vos, evidentemente.

Excelente dia para todos.

32 comentários:

Ianita disse...

"Eu preciso redescobrir meus sonhos
voltar a mim, retomar meu norte
acreditar em dias mais risonhos
e em meio a tudo, ressurgir mais forte...

Resignar-me nas coisas do porvir
acreditar que o sol que em breve vem
virá também pra mim e ao partir
me deixará extremamente bem."
(...) Kafka


BEIJO

Miepeee disse...

Nao gosto nada de te sentir assim :(
Compreendo o que sentes porque por vezes tambem me culpam do mesmo quando eu nao disse nada que levasse as pessoas a tomar determinadas atitudes, muito menos as incentivei.
Quanto ao moderares os comentarios acho que fazes muito bem :)
Beijinho e animo.

korrosiva disse...

Normalmente quem não aguenta o peso das suas decisões arranja maneira de pôr o mesmo nas costas de alguém.
Estás de consciencia tranquila, por isso, cabeça erguida e SIGA!! ;)

Um dia Feliz
beijinhoss

Kayla disse...

Bom Dia!

Olha o que sei,eu que te conheço há mais de 20 anos é que és linda.
uma pessoa MARAVILHOSA que eu tenho a SORTE,de ter presente na minha vida,sempre me ajudaste tão somente por existires...

Sei do que falas...e sei que a vida mostra muitas vezes a injustiça e isso é duro e lá se vão mais certezas...mas renasces outra vez.


Não te quero ver triste !

:)

Hélio disse...

Posto que acabaste de me dar a mão quando mais precisava (e agora que me sinto suficientemente bem para isso), posto que estás entre as 3-4 pessoas que mais me importam na vida, posto que és um Ser de Luz, um Mensageiro dos Deuses, um Anjo neste mundo turbulento, uma Força da Vida, posto tudo isto (e as infinitas outras coisas que eu não digo aqui e que sabes que eu sei...), só quero que me sintas contigo como semrpe estou, como sempre estarei, lutando a teu lado, companheiros duma viagem tantas vezes desagradavel até um âmago que desejávamos que não existisse... a Luz está aí, nunca te deixou... nunca te deixamos...

Um beijo extremamente enorme, com muito Amor!

Lita disse...

Ianita, obrigada! :)
Beijo

Miepeee, há dias assim, mais sombrios. Beijos grandes.

korrosiva, beijos. Obrigada.

Kayla, thank you so much...

Lita disse...

Hélio, obrigada!
É verdadeiramente bom sentir as tuas palavras. É bom ter amigos assim. :)

Eumesma disse...

Não sei o que aconteceu em concreto nem obviamente irei te questionar, já que "dentro" destas pessoas que tão bem te querem e tão bem te conhecem que por aqui andam eu não sou ninguém...
Mas decerteza que tiveste uma conduta que foi de acordo com os teus valores e aquilo que defendes, logo estarás certa, apesar que custa mto estar certa e serem os outros a considerarem que tem razão, eu sei disso...

Bem...não sei que mais diga, apenas que estou tristita tb por estares tristita e espero que alcances o equilibrio necessário para estares bem rapidamente.

Bjs

Rice Man disse...

Eu só sei (pelo que vejo aqui) que quem te fez mal também o fez indirectamente a muitas outras pessoas. Mas é disto que tens de tirar forças... por cada pessoa que te magoa, há 100 que gostam de ti! ;)

Eu gostavam mesmo muito de ter jeitinho para reconfortar pessoas nestas situações... Contentas-te com uma piada (mas muito verdadeira)? :P Aqui vai:

Então agora vais ser moderadora, hein?... Bolas! É mais uma coisa em que me vou ter de contentar em ser o segundo melhor!... ;)

lilipat2008 disse...

Dar conselhos ou incentivar a lutar pela vida não é a mesma coisa que indicar qual o caminho. Cada um de nós toma as suas decisões por si, mesmo que aceite as opiniões dos outros. E se tomamos uma decisão por influência de alguém foi porque nos deixámos influenciar. Não vale a pena culpar os outros pelos nossos actos, porque seremos sempre nós a sofrer as consequências.
Tenho pena que tenhas de passar por isso. Mas isso vai passar...:)

bjitos

Lita disse...

Eumesma, obrigada pelas palavras. Para mim não é uma questão de estar certa ou não, é uma questão de desresponsabilização. Total. Beijos.

Rice Man, eu já percebi isso. Por cada pessoa que me magoa, o universo trás tantas mais que valem a pena... muitas delas passam por aqui. :) Obrigada muito.

lilipat2008, a questão de nos deixarmos influenciar tem muito que se lhe diga. Acho que verdadeiramente sabemos o que queremos. O resto é gramática. Digo eu.. beijos. Obrigada.

didium disse...

Não te conheço pessoalmente, mas conheço-te por ouvir falar de ti.
Durante a nossa vida somos confrontados com situações semelhantes. Foi um dia menos bom para ti, amanhã será muito melhor, basta ser um novo dia.
:)

Lita disse...

Alguém novo por aqui, neste dia. Muito bom. Obrigada. Sim, um novo dia trás novas oportunidades. E mais luz.
Obrigada.

didium disse...

Tens deixado rasto no meu blog(não é só meu) e da minha amiga Sol.
:D

Lita disse...

Eu sei. Leio-te todos os dias.

didium disse...

Como nada acontece por acaso, logo hoje, que resolvi comentar, dou-te força!

Hermes disse...

A indignação e dor que sinto impedem-me de escrever seja o que for. Um desejo, luz sobre quem tem realmente responsabilidades....
Quanto a ti, fada, não há nada que possa dizer aqui que não te tenha dito já. Beijo

Lita disse...

Didium, verdade! :)

Hermes, nada que possa responder... beijo.

lélé disse...

Lita, desculpa a intrusão, mas este teu texto não me deixou indiferente (nem os outros, a bem dizer!). Ser culpabilizado por coisas que não fizemos é uma chatice do caraças! Revolta, porque ninguém gosta de engolir sapos, mas, sinceramente, entre engolir sapos e definhar pelos motivos dos outros, prefiro engolir os sapitos... Tu assumes os teus actos, portanto, só podes pedir desculpa por algo de que tens culpa... E, pelo que leio aqui nos comentários, tens culpa de muita e muita coisa boa!
Beijinhos.

Lita disse...

lélé, obrigada pela visita,não é nenhuma intrusão. E muito obrigada pelas palavras que me deixas.
Beijinhos.

Fenix disse...

Litinha, amiga!

Andei por aqui ontem, mas não consegui comentar.
Queria dar-te o apoio que mereces, porque apesar de não me conheceres tens tido SEMPRE um comportamento excepcional, correcto, carinhoso e de grande PESSOA, para comigo.
Mas ontem não consegui. Nos dois últimos dias andei muito triste, não contigo, claro. Mas sabes que quando estamos tristes as nossas melhores palavras de apoio, aquelas que exprimem o que nos vai na alma solidária, nem sempre surgem.
Vim aqui várias vezes, ontem, tentando dar-te o meu apoio, porque o mereces. Ontem não consegui, mas hoje aqui estou!

Amiga, vejo que já o fizés-te, mas mesmo assim vou dizer-te: Ergue os ombros, olha em frente e segue!
Haverá sempre "velhos do restelo".
Haverá sempre quem, por uma razão ou por outra ligada à sua própria vida pessoal, não consiga viver com isso e prefira apontar o dedo aos outros.
São pessoas dignas de pena, porque não conseguem olhar para dentro e assumir as suas próprias falhas. Agridem quem as rodeia como forma de defesa de si próprias. Em tudo vêm acusações, porque a culpa está nelas próprias e enquanto não compreenderem isso acusarão os outros. Em especial aqueles que chegam mais perto tentanto ajudar. Porque é quem chega perto e tenta ajudar que "lhes põe o dedo na ferida", não para magoar mas para mostrar o que precisa ser curado.

Não fiques triste e não mudes quem tu és!
Eu gosto muito daquilo que tenho visto e sentido de ti. Aqui e lá nos meus espaços!
Continua!
Quem estiver mal que se mude!

Um grande abraço e um excelente fim de semana para ti!
São

Lita disse...

Querida amiga, eu percebi que tens andado triste, senti-o nas tuas palavras, num comentário que me fizeste. Há dias assim, em que tudo nos parece vazio e oco.
Neste caso, apesar deste post ser sobre mim e sobre aquilo que senti, ainda assim eu não sou a maior lesada e é sobretudo isso que me tira o sono.
Mas estou melhor, é verdade, até porque seria impossível manter-me assim, com todo o carinho que obtive o dia todo.
Muito obrigada, mesmo!

Alguém disse...

Pois, esse é o problema de muitas pessoas. Não assumir. Fazes tu muito bem em não assumir a responsabilidade dos outros.As pessoas têm de aprender a crescer. Não sei o que te levou ao post mas não te deixes abater. Continua fiel a ti mesma e não cedas se achares que não o deves fazer. Nós vimos cá porque gostamos do teu blog e de ti, pois és tu quem lhe dás vida. Continua assim!!!

Beijinho muito grande!

Lita disse...

Obrigada pelas palavras, minha querida!
Um enorme beijinho.

João disse...

Lita, sei que conheço quase nada de ti. Mas não interessa porque conheço o suficiente para dizer isto, se houve alguém que te tentou responsabilizar por teres incentivado a alguma atitude mais ou menos excêntrica e que pelos vistos não deu certo, penso que é importante dizer que outras pessoas há que têm a agradecer-te pelas palavras e segurança que de certa forma transmites, e que embora não te responsabilizando se sentem muito apoiadas por ti. E eu acho que me enquadro nesse grupo de pessoas.

Achei que era importante dizer isto.

Beijos.

Lita disse...

João, obrigada tanto!!!! Foi importante ler-te, muito importante. Um grande beijinho.

Pedro Barata disse...

Espero que te sintas melhor... Beijinhos grandes

Lita disse...

Obrigada, Pedro! Sinto-me bastante melhor.

dinamene disse...

Sem dúvida que somos responsáveis por nós mesmos e por aquilo que vamos trazendo à nossa vida… Não devemos culpar os outros, nem a nós, claro!... Se por vezes não trazemos “o melhor” será porque ainda estamos a aprender…
Se tudo fosse perfeito o que estaríamos aqui a fazer???..
.
GOSTO MUITO DE TI! ADORO-TE! AMO-TE! AMO-TE!
ÉS DAS PESSOAS MAIS BONITAS QUE CONHEÇO, ORGULHO-ME DE TER UMA IRMÃ ASSIM… IMENSA! MULHER MARAVILHOSA.

Adoro o blog. Adoro ler-te!
Beijos

Lita disse...

Também te amo muito, minha irmã. De todo o coração!
Estou sempre contigo. Sempre!

izzie disse...

Mais um post em que me revejo... em que tudo se reforça. Em que percebo o cruzamento das linhas :)

Beijo grande

Lita disse...

:)
Um enorme abraço!