sábado, dezembro 27, 2008

Avô João

Hoje farias 87 anos. Já te foste há tanto tempo...
Ainda assim, consigo recordar o teu cheiro, a pele áspera e morena, o riso e a voz suave. Consigo sentir-me menina no teu colo, ouvindo histórias do mar, rindo com as tuas cócegas.
Ensinaste-me a nadar, a pescar num barco a remos, mostravas-me os Hotéis que tinhas pintado, com o mesmo orgulho com que um escultor mostra a sua obra. Para ti, não havia diferença, amavas o que fazias.

Utilizavas com a mesma doçura o mesmo nome para mim e para a avó, "Lita". Nunca percebi porquê, mas sabia-me bem...

Lembro-me de vos ver de mãos dadas, quando passeavam na rua, da tua mão acariciar-lhe a perna, quando viam televisão, nunca te vi dar-lhe menos do que um sorriso ou um abraço. Convosco descobri o que é viver o amor, de uma forma real.

Obrigada por teres sido tudo o que foste. Obrigada pelo amor. Vives aqui, sempre!
Parabéns!

11 comentários:

Sayuri disse...

São estas memórias que nos aquecem o coração...

kaila disse...

Pessoa espectacular!Aliás ambos...

Lita disse...

Sayuri, são estas memórias que nos tornam um pouco melhores, todos os dias. :)

Kaila, pois era. Mesmo espectacular!

Tinta Azul disse...

Interessante coincidência.
Estamos ambas a lembrar alguém de quem gostamos muito.

Já agora, também sou aquariana.
Bjs

:)

Lita disse...

Duas coincidências!!! :) Obrigada pela visita.
Bjos

LP disse...

Vou sair daqui com uma lágrima nos olhos!

Faço minhas as palavras da Sayuri, se ela me autorizar, é claro!

Beijinhos

Lita disse...

LP, obrigada pelas palavras. Um grande beijinho.

Sophia disse...

A recordação é o único paraíso do qual ninguém nos pode expulsar; daí que a distância traga a SAUDADE, nunca o esquecimento.

Lita disse...

Sophia, bonitas palavras! :)

Pedro Barata disse...

Boas recordações. A vida é feito disso, é o que levamos de melhor!
Beijinhos

Lita disse...

Sim,sem dúvida!